Dieta do Sangue

Escrevi alguns textos sobre a dieta do sangue mas a procura por alimentos e cardápios aqui no blog e nos e-mails que recebo continua firme e forte.

As promessas contidas em sites e no livro de Peter D’Adamo são muito intensas para serem simplesmente ignoradas, mas ao mesmo tempo há diversas discrepâncias na própria obra que originou a dieta do sangue que as dúvidas são tão persistentes quanto o desejo de algumas de nós em aderir a essa dieta.

Dieta do sangue 300x200 Dieta do Sangue

Dieta do sangue e os tipos sanguíneos

Segundo Peter D’Adamo, cuja especialidade é a chamada naturopatia (uma vertente da chamada medicina natural), as características fisiológicas dos seres humanos determinam quais alimentos são benéficos e quais podem causar distúrbios e doenças.

Uma das mais evidentes características está no tipo sanguíneo, que evoluiu com o ser humano e modificou hábitos graças a fatores sociológicos, territoriais e tecnológicos.

Para resumir, os tipos sanguíneos de cada indivíduo determinam o que é remédio e o que pode vir a ser veneno em uma alimentação.

Um detalhe importante é que Peter D’Adamo considera apenas o sistema ABO, deixando o fator Rh (que determina a compatibilidade sanguínea) de lado sem qualquer explicação.

  • Sangue tipo O – o “sangue ancestral” que originou os demais. Pessoas com esse tipo sanguíneo são eminentemente carnívoras, necessitando de proteínas de origem animal com maior frequência.
  • Sangue tipo A – o sangue dos primeiros nômades, mais suscetíveis ao estresse graças à disciplina imposta pela vida sem rumo. São propensos ao vegetarianismo.
  • Sangue tipo B – o  primeiro “sangue mestiço”, fruto da integração entre povos outrora nômades que se fixaram no Velho Continente e na África. Toleram melhor os laticínios do que os demais.
  • Sangue tipo AB – o “mais jovem” evolutivamente falando, de difícil equilíbrio necessitando de um estudo aprofundado sobre quais alimentos são os mais indicados.

dieta do tipo de sangue 300x200 Dieta do Sangue

Fort Max Diet 19EAF48F Dieta do Sangue Dieta do Sangue

 

 

Dieta do sangue e os alimentos

Na dieta do sangue há uma longa lista de alimentos que se dividem em positivos, negativos e neutros para cada tipo sanguíneo. Essa lista, organizada por D’Adamo, contém falhas que ao longo do tempo foram descobertas ora pelo próprio autor, ora por outros profissionais, portanto não leve a ferro e fogo a lista de alimentos que darei aqui.

Como compreensivelmente Peter D’Adamo não levou em consideração a imensa variedade de alimentos no mundo, atendo-se à realidade estadunidense, nem tudo o que sera escrito aqui será encontrado na feira livre da esquina.

  • Sangue O:
    Alimentos positivos: Carnes bovinas, sardinhas, queijo de leite de cabra, ameixa, brócolis, azeite.
    Alimentos neutros: frango, atum, abobrinha.
    Alimentos negativos: carne de porco, laticínios em geral, abacate e cereais em geral.
  • Sangue A:
    Alimentos positivos: bacalhau, sardinha, queijo de soja, abacaxi, aveia, alho.
    Alimentos neutros: peru, pera, morango, cevada, chocolate, canela.
    Alimentos negativos: carne bovina, sorvete, milho, pão branco.
  •  Sangue B:
    Alimentos positivos: carnes de caça, queijos, ovos, bananas, berinjela, aveia integral.
    Alimentos neutros: carne bovina, manteiga, morango, espinafre, granola, chá preto.
    Alimentos negativos: frango, camarão, queijo roquefort, carambola, centeio, refrigerantes.
  • Sangue AB:
    Alimentos positivos: sardinha, queijo cottage, cereja, beterraba, farinha de trigo.
    Alimentos neutros: faisão, mamão, broto de bambu, cevada, melaço.
    Alimentos negativos: carnes em geral, frutos do mar, goiaba, laranja, vinagre, amido de milho.

Consulte seu médico para que ele proponha uma dieta balanceada caso você acredite na eficácia da dieta do sangue. Só não peça para que o médico compartilhe de suas crenças.

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *