Farinha de berinjela para emagrecer

O uso da farinha de berinjela ganhou um aliado poderoso: uma pesquisa séria feita pela Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ). Veja quais foram as conclusões adquiridas.

O início do século XXI trouxe a explosão das farinhas obtidas de frutas e legumes que eram alardeadas como as novas sensações no tratamento da obesidade.

Como sempre, alguns desses produtos resvalavam na charlatanice, não tendo respaldo científico que comprovasse os “milagres” atribuídos a essas farinhas.

Não é o caso da farinha de berinjela. Além de não prometer o que não pode cumprir, existem estudos feitos com critério científico pela Universidade do Rio de Janeiro que comprovam os efeitos benéficos ao emagrecimento com saúde.

20130705 farinha de berinjela Farinha de berinjela para emagrecer

A berinjela

Fruto da planta arbustiva Solanum melongena, a berinjela possui altos teores de proteína, sendo o principal substituto da carne em dietas veganas. Ela é fonte de nutrientes importantes ao metabolismo humano. Acompanhe:

  • Vitamina A.
  • Vitaminas B1, B2 e B5.
  • Ácido ascórbico (vitamina C).
  • Ferro.
  • Cálcio.
  • Fósforo.
  • Magnésio.
  • Potássio.

Embora inconclusivas, muitas pesquisas feitas por institutos de nutrição renomados dão à berinjela o status de complemento à dietas que restringem gorduras, graças à presença de alcaloides, principalmente na sua casca.

300x250 Farinha de berinjela para emagrecer Farinha de berinjela para emagrecer

A farinha de berinjela segundo as pesquisas

Um dos pontos positivos da farinha de berinjela é a alta taxa de fibras presente nela. Sabe-se que alimentos ricos em fibras promovem saciedade prolongada, o que desestimula os picos de fome. Contudo, os testes queriam verificar a eficácia da farinha no controle do peso e na diminuição dos problemas cardíacos e vasculares.

Durante dois meses, os pesquisadores da UFRJ ligados ao Instituto de Nutrição e à Faculdade de Medicina acompanharam mulheres com sobrepeso entre 44 e 55 anos. O grupo foi dividido em dois da seguinte maneira:

  • Metade dessas mulheres, chamadas grupo experimental, seguiria uma dieta de baixa caloria com acréscimo de 14 gramas de farinha de berinjela por dia.
  • A outra metade, chamada de grupo de controle, seguiu a mesma dieta mas sem adição da farinha.

Passados os 60 dias de aferição, os resultados no grupo experimental foi bastante animador:

  • Reduziu-se os níveis de ácido úrico no sangue, responsável por problemas como a gota e cálculos renais.
  • A gordura abdominal sofreu um decréscimo considerável.
  • Embora modestos, houve redução nos níveis de colesterol e triglicerídeos.

Em breve, a UFRJ fará outra pesquisa semelhante, aumentando tanto o número de pacientes quanto o tempo de medição, que será de três meses.

Conclusões até o momento

Acrescentar farinha de berinjela a um cardápio balanceado produz benefícios à saúde como um todo e ao controle do peso em particular, graças ao auxílio à eliminação da temida gordura visceral, responsável pelos níveis altos de colesterol e pela esteatose hepática (o excesso de gordura no fígado).

Contudo, não há milagres envolvidos. Não adianta entupir uma picanha invertida com farinha de berinjela achando que isso eliminará a gordura presente no alimento. É preciso combinar o uso da farinha com uma dieta equilibrada e a prática de atividades físicas, além de relatar ao seu médico quaisquer mudanças alimentares.

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.