A ração humana

Você já consumiu a ração humana? Provavelmente sim, mas não tem ideia de seu real papel em uma dieta. Conheça os ingredientes, os mitos e verdades sobre essa super-granola.

01 de outubro de 2013 • Por Mariana, em Destaques, Dicas e Dietas


A  ração humana tem sido alvo de reportagens, matérias em revistas e diversos sites e blogs desde que foi criada.

Por conta do excesso de informações criou-se uma lenda que diz:  “ração humana é a solução para emagrecer”. Vamos colocar as coisas em pratos limpos e orientar, da melhor forma possível, quais são os reais benefícios.

ração-humana-ingredientes

Para que  foi criada a ração humana?

Apesar do nome pouco amigável – muitos pensaram nas rações dadas aos animais, principalmente por causa do jeito de “alpiste bombado” da mistura – a ração humana foi concebida para ser um suplemento de açúcares e carboidratos para gestantes, juntando alimentos nutritivos em uma granola superdesenvolvida e triturada.

Os benefícios da ração humana podem se estender às dietas que buscam perda de peso por conta de sua atuação no organismo. Por ser rica em fibras, a ração humana melhora o trânsito intestinal e dá a sensação de saciedade, estimulando a perda de peso.

Indicações e contraindicações

A ração humana deve ser usada apenas como complemento, portanto não deve substituir nenhuma refeição. Nutricionistas recomendam um mínimo de duas e máximo de quatro colheres de sopa por dia.

A ração humana não pode ser consumida por celíacos por conter glúten. Quem sofre de diabetes deve evitar consumir a mistura por conta do alto índice de açúcares e carboidratos que se transformam em açúcar no organismo. Por conter guaraná, que eleva a pressão arterial, a ração humana precisa ser dosada cuidadosamente aos que tem problemas de pressão alta.

carregando…

Consome-se a ração humana misturada em água, sucos e vitaminas, salpicada sobre saladas ou misturada à massa de pães e tortas. Deve-se tomar muito líquido para que o intestino não demore muito para processar as fibras e para evitar constipação.

granola

Ingredientes mais comuns da ração humana

A ração humana é encontrada sob diversas fórmulas prontas no mercado, com pequenas variação de produtos e dosagens. Abaixo está uma lista dos ingredientes mais comuns.

  • Castanhas – tem vitamina C, que reforçam o sistema imunológico, vitamina B1 e ferro, bons contra a anemia e para formação dos glóbulos vermelhos.
  • Gérmen de trigo – rico em vitaminas do complexo B, ajuda na eliminação dos radicais livres que enferrujam o organismo.
  • Amêndoas – ajudam a combater o colesterol ruim e aumentam o bom.
  • Aveia em flocos – fonte de fibras e auxilia no combate ao colesterol.
  • Linhaça – contém o ácido graxo Omega 3, que ajuda no trato intestinal e faz aumentar as taxas do colesterol bom, o HDL.
  • Gergelim – tem função antiinflamatória, contém proteínas para formação muscular e vitaminas B1 e B2 que melhoram o apetite sexual.
  • Colágeno ou gelatina sem sabor – hidrata a pele e fortalece unhas e cabelos.
  • Levedo de cerveja – bom para o sistema nervoso e para o intestino.
  • Guaraná em pó – estimulante natural.
  • Fibra de trigo – ajuda no controle do colesterol e das taxas de açúcar no sangue e rico em fibras que dão sensação de saciedade.
  • Cacau em pó – fonte de ferro, potássio, magnésio e fósforo, quatro dos mais essenciais minerais, mais flavonoides e fenóis que combatem o envelhecimento.
  • Leite de soja em pó – rico em proteínas, reduz o colesterol e combate os sintomas da menopausa.
  • Açúcar mascavo – com sais minerais fundamentais para ossos e dentes.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!