Alimentos amigos da dieta

A escolha dos alimentos que farão parte da dieta tem maior importância do que se imagina. Um cardápio balanceado precisa fornecer energia na medida certa; conheça alguns “alimentos amigos”.

18 de março de 2017 • Por Mariana, em Alimentos, Dicas e Dietas


Emagrecer, ao contrário do senso comum oriundo de uma visão equivocada sobre as dietas, é saber escolher os alimentos que se consome. A privação pura e simples com objetivo de eliminar calorias não é recomendável, além de ser pouquíssimo eficaz no processo do emagrecimento.

Apenas a junção de uma dieta equilibrada e atividades físicas concernentes a cada condicionamento físico possui o aval de cem por cento dos profissionais de saúde, por isso cabe a cada um de nós saber quais são os alimentos que proporcionam saciedade e energia na medida certa.

 

Conhecendo os alimentos amigos da dieta, pode-se elaborar – sempre com o auxílio de um nutricionista – um cardápio saudável, que complemente o gasto calórico do exercício físico praticado sem aumentar o estoque de calorias.

A lista de alimentos abaixo descrita é meramente ilustrativa e serve apenas como um índice remissivo e apenas um nutricionista, após uma criteriosa anamnese, pode combiná-los em um cardápio.

Alimentos amigos da dieta

Batata-doce – ao contrário do que muitos pensam, o tubérculo é um excelente aliado nas dietas. A batata-doce possui amido com baixo índice glicêmico, que é digerido lentamente e faz com que o açúcar e a gordura sejam absorvidos mais devagar.Além dessas propriedades, esse amido também regula os níveis de colesterol e triglicérides, prevenindo males cardiovasculares.  Cem gramas de batata-doce tem cerca de 110 calorias e fornece fósforo, potássio e carotenoides com propriedades antioxidantes.

Azeite de oliva – o consumo de gorduras em uma dieta parece um contra-senso, mas sem elas a metabolização de algumas vitaminas essenciais fica comprometida. Por isso a escolha de uma boa gordura é fundamental, e uma das melhores é o azeite de oliva. Ela possui gorduras monoinsaturadas, que ajudam  a eliminar da corrente sanguínea o colesterol LDL, além de ajudar a eliminar a temível gordura visceral, presente na área da barriga e responsável por males circulatórios e do coração. Contudo, deve-se consumir azeite com moderação.

Aveia – grão que é considerado o rei dos alimentos funcionais, a aveia ataca em diversos frontes: no sistema digestivo, melhora o trato intestinal e evita incidências de câncer no estômago e nos intestinos; na corrente sanguínea, diminui o colesterol, controla a hipertensão arterial e o diabetes. Nutricionalmente, fornece minerais como zinco e boro e antioxidantes que previnem o envelhecimento celular.

carregando…

 

Peixes e carnes de aves sem pele – o corpo precisa de proteínas que agreguem valor nutricional, e suas melhores fontes são os peixes e aves. Além de possuírem proteínas de alto valor biológico, fornecem gorduras benéficas, principalmente os peixes, ricos em ácidos graxos ômega 3 e 6, reconhecidamente “amigos do coração” por eliminarem o colesterol LDL, o “colesterol ruim”.

Feijão – o desserviço que a cultura fast-food estadunidense fez ao bom e velho “arroz-com-feijão” brasileiro chega a ser massacrante. Tanto que há quem acredite que o feijão engorda e faz mal ao intestino. Fonte de fibras solúveis, ferro, proteínas, potássio, zinco, magnésio e de fenóis antioxidantes,  o feijão fornece 70 calorias por concha e promove saciedade. Não elimine o bom e velho feijão da mesa.

Tomate – fruto que possui baixas calorias e é rico no hoje famoso licopeno, poderoso antioxidante que previne envelhecimento celular e determinados tipos de câncer. O calor aumenta a disponibilidade do licopeno no tomate, o que faz com que o extrato de tomate seja mais eficiente do que o fruto (e não estou enganada, o tomate é uma fruta).

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!