As Principais Doenças Causadas pela Obesidade

Diversas são as doenças diretas ou indiretamente consequentes da obesidade. Saiba mais.

29 de junho de 2018 • Por Mariana, em Comportamento


A obesidade é uma das doenças que mais causam mortes evitáveis. O acúmulo de gordura em si não é o principal problema, mas a causa de diversas moléstias, chamadas de comorbidades, o que faz com que a obesidade seja considerada uma patologia determinada pelo CID (Classificação Internacional de Doenças).

Todos sabemos, com maior ou menor conhecimento, o que causa a obesidade: o consumo excessivo de calorias na alimentação sem que haja um gasto correspondente em contrapartida. Se antes os seres humanos conseguiam consumir os valores calóricos graças a uma vida ativa e até mesmo dura, o mundo moderno trouxe comodidades que nos tornaram sedentários. Esse sedentarismo fez com que o organismo acumule gordura tanto subcutânea (sob a pele) quanto visceral (ao redor dos órgãos) esperando uma ação que não virá (a atividade física).

Esse acúmulo de gordura é a porta de entrada para diversas doenças relacionadas que podem debilitar e até mesmo causar morte se não forem tratadas com a seriedade que elas merecem. Conheça as principais doenças causadas pela obesidade.

Um aviso pertinente

O objetivo desse compêndio não é apontar o dedo acusador sobre todas as pessoas que estão acima do peso. As particularidades dos seres humanos precisam ser respeitadas e esse blogue não é e jamais será gordofóbico. Lidamos apenas com números gerais e amplamente comprovados e aceitos. Existem obesidades específicas, cujas causas são genéticas, medicamentosas, etárias (a idade) e metabólicas.

O que não se pode ignorar é a ligação entre obesidade e as doenças que serão relacionadas aqui. As comorbidades são assim chamadas porque esses males podem ser causadas por fatores externos, e a obesidade está ligada à grande maioria deles. Ignorar fatos não é inteligente; saber que podemos cuidar disso com medidas preventivas salva vidas e contribui para a melhora na qualidade de vida.

As principais doenças causadas pela obesidade

Hipertensão

O aumento da pressão arterial é um dos primeiros problemas que aparecem juntamente com a obesidade. As paredes das artérias não conseguem suportar a força do sangue quando submetidos à hipertensão.

Todos os problemas cardiovasculares começam com o descontrole da pressão arterial. Ela é assintomática, ou seja, não existem sintomas claros, por isso a hipertensão precisa de cuidados contínuos, e às vezes por toda a vida. A hipertensão só pode ser diagnosticada por um médico.

Diabetes

Outra doença assintomática e perigosa. Caracteriza-se pelo aumento da glicose no sangue, popularmente conhecido como aumento de açúcar.

Essa disfunção pode ser causada por deficiência na produção de insulina pelo pâncreas ou resistência à insulina.

O excesso de açúcar na corrente sanguínea deteriora órgãos internos vitais, como o fígado, os rins, o próprio pâncreas e o coração; pode causar cegueira; permite a formação de coágulos, o que pode levar à necrose da pele ou mesmo à amputação de membros, principalmente as pernas. Sim, a diabetes precisa ser levada a sério.

Resistência à insulina

O excesso de peso pode forçar o pâncreas a sintetizar mais insulina, o hormônio responsável pelo controle dos níveis de açúcar no sangue.

Embora as taxas de glicose podem, a princípio, se manter normais, os níveis de insulina ficam elevados, o que leva o organismo a “se acostumar” com sua presença, fazendo com que o hormônio se torne inócuo (sem ação) com o passar do tempo.

Essa resistência à insulina leva à diabetes do tipo 2; e aumento dos níveis de triglicérides, o que ocasiona problemas cardiovasculares.

Colesterol elevado

A obesidade está intimamente relacionada com o aumento dos níveis de colesterol chamado ruim (LDL), a redução de produção do colesterol HDL, que auxilia o reforço das paredes das veias a artérias e o acréscimo nos níveis de triglicérides, uma gordura específica que, em excesso, é a principal causa de entupimento das artérias. Essa doença acarreta duas outras que podem ser incapacitantes ou letais, a saber:

  • Infarto – o bloqueio do sangue bombeado para o coração, que pode causar parada cardíaca e respiratória;
  • Acidente vascular cerebral (AVC), ou derrame – as veias danificadas são as que irrigam o cérebro e podem causar dificuldades motoras e respiratórias. Os dois tipos de AVC são: hemorrágico, onde um vaso ligado ao cérebro se rompe, causando hemorragia interna; isquêmico, onde as veias sofrem uma obstrução, parecida com o infarto.

Esteatose hepática

Popularmente conhecida como “excesso de gordura no fígado”, pode ser deflagrada tanto por questões genéticas quanto pela obesidade. No caso específico do excesso de peso, a causa normalmente é dietética, ou seja, há um aumento no consumo de gorduras saturadas, que são de difícil metabolização. Essa “capa de gordura” em volta do fígado pode evoluir para cirrose, uma lesão que causa dores, inchaço e pode levar à morte se não for diagnosticada e tratada a tempo.

Apneia do sono

É a parada respiratória súbita e incontrolável enquanto se dorme, chamada tecnicamente de síndrome de apneia obstrutiva do sono. Enquanto dorme, quem sofre de apneia para de respirar por alguns segundos, levando ao despertar e ao desequilíbrio dos níveis de oxigênio no sangue. Essa oscilação causa sonolência durante o dia e perda da capacidade de atenção e raciocínio durante o dia. A obesidade é comprovadamente um dos maiores causadores da apneia.

Disfunções ginecológicas

Mulheres podem sofrer com diversos males ligados ao órgão reprodutivo, como a síndrome do ovário policístico, irregularidades na menstruação e infertilidade. Mulheres com excesso de peso podem ter diversos problemas quando engravidam, como diabetes gestacional e eclâmpsia (convulsões pré e pós-parto).

Impotência sexual

Homens com sobrepeso podem ter disfunções eréteis tanto causadas pela gordura quanto pela diabetes.

Outras doenças e conclusão

Além dessas doenças, a obesidade pode agravar casos de depressão, causar asma, provocar problemas nos ossos e articulações, fomentar infecções bacterianas como a flebite e a erisipela (causadores de inchaços e bloqueio das veias e artérias dos membros inferiores), multiplicar diversos males dermatológicos e pode causar diversos tipos de câncer.

Evitar a obesidade é, via de regra, evitar todo esse pacote indesejável de comorbidades.

O primeiro passo é a reeducação alimentar, seguida de mudanças de estilo de vida que evitem o sedentarismo e a inatividade excessiva.

Em casos extremos, apenas a cirurgia bariátrica pode ser eficaz. Por isso, consulte um médico e obtenha apoio profissional para combater e vencer a obesidade de forma segura e saudável.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 1

As Principais Doenças Causadas pela Obesidade

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

O que você pensa disso? Vamos construir um debate!