Café verde para emagrecer

O café é um alimento surpreendente. Além dos já comprovados benefícios da bebida, descobriu-se que o café verde também guarda surpresas agradáveis para quem busca emagrecer.

02 de novembro de 2014 • Por Mariana, em Alimentos, Destaques, Dicas e Dietas


Escrevemos na postagem “Os efeitos do café na dieta” alguns fatos sobre o café comprovados por pesquisas científicas sérias. A popularidade do café faz com que se pesquise a planta como um todo, em todos os seus estágios de vida.

Por isso, não foi surpresa quando descobrimos que existem estudos feitos com o chamado café verde. O grão do cafeeiro não amadurecido e não torrado mostrou-se um surpreendente aliado no combate à obesidade e, por tabela, ao diabetes.

O estudo inicial sobre o café verde

O professor Joe Vinson, da Univeridade de Scranton (Pensilvânia), e sua equipe estudaram os efeitos de diversos alimentos em uma dieta saudável aliada a atividades físicas. Quando os pesquisadores debruçaram-se sobre o café verde, fizeram descobertas interessantes sobre seus princípios ativos.

Para estudar os efeitos do café verde sobre a obesidade, o professor Vinson estudou 16 pessoas durante 22 semanas, seguindo a seguinte metodologia:

  • A dieta e os exercícios dos pacientes foram controlados rigorosamente durante o tempo de duração da pesquisa.
  • As 16 pessoas tomaram cápsulas contendo extrato de café verde e placebo, alternadamente.
  • Existiam duas dosagens de extrato de café verde: uma contendo 700 mg, outra com 1050 mg, que eram ingeridas de forma alternada juntamente com as “pílulas de farinha”.

Propriedades do café verde

Os resultados no final dos estudos foram animadores. O extrato de café verde ajudou a controlar os níveis de insulina, sendo precursor do controle do diabetes.

Além disso, houve eliminação de peso considerável dos pacientes. A média de peso eliminado foi de cerca de 7 quilos e meio e perda de 16% de gordura corporal.

A substância responsável pela façanha atende pelo nome de ácido clorogênico. um antioxidante presente em grande quantidade no café verde, mas que perde suas propriedades quando é submetido à torrefação que dá ao café a cor e o sabor característicos.

carregando…

Como incluir o café verde na dieta

Antes de qualquer sugestão, daremos aqui o velho alerta: não inclua nada em sua dieta, por mais saudável que pareça, sem que seu médico saiba.

O extrato de café verde tem sido encontrado com relativa facilidade no Brasil, geralmente em forma de cápsulas. Recomenda-se não tomar mais do que 200 mg diárias, pois a cafeína presente pode causar excitação e insônia em pessoas propensas a isso.

Como o ácido clorogênico possui ação antioxidante e termogênica, alguns nutricionistas recomendam o consumo de alimentos que ajudem a potencializar os efeitos benéficos do café verde no metabolismo.

O uso de chás diuréticos, como os de hibisco e hortelã, ajuda a eliminar as toxinas. O consumo de outros alimentos com propriedades termogênicas, como o gengibre, a pimenta e a canela aumentam o poder de queima de calorias. Gorduras ricas em ácidos graxos Omega 3 ajudam a combater o colesterol e, por tabela, os picos de insulina.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!