Cálcio para emagrecer

O consumo de cálcio está sendo subestimado. Saiba qual a importância do nutriente na dieta.

Algumas pessoas ainda não se atentaram à importância do cálcio na dieta. Essa falta de atenção é tamanha que muitas simplesmente abandonam o consumo de leite e derivados por conta de um modismo que também afetou o consumo de glúten.

Tentaremos, mais uma vez, explicar a importância do cálcio em nosso metabolismo e como é essencial seu consumo durante nossa existência. Ah, e mostrar que esse mineral nos ajuda a emagrecer. Tenho a sua atenção?

Cálcio, muito prazer

O cálcio é o mineral que o ser humano mais possui no seu corpo. Ossos e dentes retêm 99 por cento do cálcio no organismo.

A formação óssea e dentária depende quase que exclusivamente do cálcio. É o mineral que ajuda a evitar cáries e apodrecimento dos dentes e a temida osteoporose, o enfraquecimento dos ossos

O funcionamento dos músculos, principalmente a contração, depende do aporte de cálcio. Ele atua nos neurônios que ativam o movimento natural das fibras musculares.

As células precisam de cálcio para se “comunicar” com os nutrientes, já que a membrana precisa ser permeável para receber proteínas. O fluxo de hormônios também é uma das funções metabólicas sob responsabilidade do cálcio; ele participa ativamente na secreção hormonal nas glândulas.

O cálcio auxilia também a coagulação do sangue, além de ajudar a normalizar a pressão arterial. Estudos relacionam o consumo de cálcio à redução da gordura, por isso muitos nutricionistas recomendam o aumento gradual do consumo do nutriente se a pessoa quer emagrecer de forma saudável.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que uma pessoa adulta consuma cerca de 1000 mg de cálcio diariamente.

Por que muitas pessoas sofrem com deficiência de cálcio?

De uns tempos para cá, muitas pessoas simplesmente abandonaram o leite de sua dieta. Os motivos mais frequentes são a mudança de estilo de vida, principalmente a adesão ao veganismo, e suposta intolerância à lactose.

O número de jovens que abandonaram o leite, segundo um relatório da Sociedade de Osteoporose na Inglaterra, aumentou expressivamente, e isso tornou-se preocupante. Durante os primeiros anos de vida, o ser humano precisa consumir nutrientes de forma balanceada para que não haja problemas de ordem nutricional durante a vida adulta. Após os 30 anos, o organismo já não consegue absorver tão bem os nutrientes.

Pior: muitos dos que alegam ter intolerância á lactose baseiam-se em um “achismo” por conta de experiências não monitoradas. Esse novo hábito está fazendo aumentar os casos de osteoporose geração após geração.

O que fazer?

A recomendação continua sendo a mesma: consulte um nutricionista e conheça alternativas ao leite como fonte de cálcio. A bebida é a principal fonte do nutriente, mas felizmente não a única: brócolis, couve, rúcula, castanhas e sementes oleaginosas, entre outros, fornecem a importante substância.

Faça exames clínicos comprovados para saber se você é intolerante à lactose mesmo. Não se prive de uma fonte segura e eficaz de cálcio por achar que aquela diarreia ou aquele desconforto intestinal tenha sido culpa do leite.

E o mais importante: não deixe de consumir cálcio, em hipótese alguma.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 10

Cálcio para emagrecer

Comente