Como emagrecer com a dieta vegana

A dieta vegana tem sido uma alternativa tanto para quem deseja um novo estilo de vida quanto para quem deseja emagrecer. Contudo, alguns cuidados precisam ser tomados.

Muitas pessoas mudaram radicalmente o estilo de vida adotando a dieta vegana. Mais do que uma tentativa de emagrecer, os veganos adotam uma atitude ideológica que visa a proteção da vida animal.

Evidentemente, há quem selecione a dieta vegana apenas e tão somente pelos fatores pretensamente estéticos desse regime. Há, sim, uma enorme possibilidade de perda de peso graças aos ingredientes, mas é preciso conhecer essa dieta para saber como emagrecer com ela de forma saudável.

Dieta vegana para emagrecer rápido

Os veganos eliminam toda e qualquer fonte de proteína animal da alimentação. Além das óbvias carnes, os mais radicais não consomem ovos, leite e derivados, gelatinas, mel e qualquer comida cujo preparo inclua esses produtos.

Graças a essas limitações, a dieta vegana praticamente suprime fontes de gorduras e proteínas. Não é um regime de fácil conversão, contudo quem se torna adepto inclui fontes de vitaminas, carboidratos complexos, sais minerais, proteínas vegetais e micronutrientes que transformam a dieta vegana em uma das mais saudáveis existentes.

O estilo de vida da dieta vegana

Quem foi carnívoro durante uma vida inteira e decide agregar o regime vegano à sua rotina consegue resultados expressivos, de acordo com pesquisas capitaneadas por médicos de uma universidade de Washington (EUA).

Mulheres que seguem a dieta vegana pesam em média 11 quilos menos das que ainda consome carne. Como o regime se baseia no aumento de consumo de vegetais, frutas e legumes, os níveis de colesterol diminuem drasticamente, reduzindo incidência de doenças cardiovasculares e hipertensão.

A redução de ingestão tanto de gorduras quanto de açúcares simples também reduz a propensão ao diabetes. Veganos também são mais magros do que a média da população carnívora, já que quem consome mais vegetais aumenta o efeito térmico dos alimentos, o que ajuda na queima de calorias.

Ser vegano e ter orientação nutricional

Quem decide abraçar a dieta vegana o faz em sua maioria por convicções pessoais e éticas. Essa decisão também leva a pessoa a procurar um nutricionista para se alimentar de forma balanceada.

Esse equilíbrio promove uma mudança no estilo de vida que ajuda a emagrecer mais rápido do que quaisquer outros regimes. E não há milagres ou mágica. Quem consome mais legumes, verduras e frutas ingere mais fibras, que regularizam o intestino e reforçam a flora intestinal.

Esse reforço promove um controle natural e saudável dos níveis de gordura e açúcar no organismo, além de evitar a incidência de cânceres do sistema digestivo.

Por que existem veganos obesos, então?

Como já dissemos em textos anteriores, a culpa da obesidade não pode ser atribuída a um único fator ou nutriente. Culpar a gordura, para usar a “vilã da vez”, pelo excesso de peso é como culpar a vítima pela violência que ela sofre.

Por mais saudável que a dieta vegana aparente ser, ela só proíbe o consumo de alimentos de origem animal. Comer farinhas refinadas, consumir açúcar e gorduras vegetais é permitido, e esses alimentos também causam sobrepeso se consumidos sem critério.

Além de simplesmente abandonar carnes e demais alimentos oriundos de animais, é preciso saber o que se consome para que os equilíbrios calórico e metabólico sejam atingidos. Ou seja, é preciso se alimentar com a quantidade certa e de forma saudável, mesmo comendo apenas frutas, verduras e legumes.

Emagrecendo e sendo vegano

Ao elaborar o cardápio, dê preferência aos carboidratos complexos. A dica é antiga, mas obtenha esses carboidratos de alimentos integrais, que são assimilados mais lentamente e por isso causam maior sensação de saciedade.

Cuidado com os extremos. Dietas veganas feitas sem critério podem causar tanto avitaminoses (falta crônica de vitaminas) quanto superdosagens desses nutrientes, tão nocivas quanto a ausência.

Dietas sem produtos animais podem causar deficiências vitamínicas e de sais minerais importantes, que podem originar doenças. Fique atenta e busque suplementação vitamínica, sempre sob supervisão nutricional.

Cuidados com a dieta vegana

Não existem regimes com cem por cento de eficácia. Sem o devido monitoramento, pessoas podem se iludir e consumir açúcares simples e frituras se controle, o que elimina os benefícios do veganismo graças à ingestão de gorduras saturadas e carboidratos simples.

É preciso ter cuidado com os limites que cada corpo tem para emagrecer. Há um ponto em que não há mais perda de peso porque o organismo “se recusa” a ultrapassar sua barreira de segurança. Por isso o monitoramento de um nutricionista é fundamental.

Não elimine as proteínas animais do cardápio por conta própria, já que uma dieta vegana sem controle pode causar sérias deficiências nutricionais como:

  • Baixa ingestão de vitamina B;
  • Consumo inadequado de proteínas de valor biológico alto;
  • Anemia graças à falta de ferr-heme, que é melhor absorvido;
  • Riscos de problemas causados pela falta de cálcio, como estoporose, unhas e cabelos enfraquecidos.

Adeque as atividades físicas ao novo estilo de vida. Cuidado com os gastos calóricos e vitamínicos de determinados exercícios. Consulte um médico, sempre.

Em resumo: seja responsável com sua saúde.

Avalie este conteúdo!
Avaliação média: 4.79
Total de Votos: 14
Como emagrecer com a dieta vegana

Comente