Cuidados com o açúcar na dieta

O açúcar só se torna um problema quando não sabemos consumi-lo de maneira adequada.

O consumo de açúcar liga-se imediatamente ao diabetes aos ouvidos leigos. Embora essa associação não esteja de todo errada, ela pode ocultar os perigos que o excesso de consumo de açúcar pode causar à saúde.

Antes de simplesmente demonizar o açúcar, como fazem os que comparam o produto à cocaína por exemplo, temos que conhecer a substância e colocá-la em seu devido lugar em nossa pirâmide alimentar.

O açúcar como alimento

O açúcar é um carboidrato, e como tal, fornece energia para nossas funções metabólicas básicas. Segundo recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo diário de açúcar deve ficar em 5% das calorias ingeridas por um adulto saudável, cerca de 2000 Kcal por dia.

Se mantido esse nível de consumo, o açúcar não provoca nenhum problema. Contudo, o mundo moderno nos trouxe diversas comodidades e dentre elas está o aumento do tempo de validade de alimentos industrializados. Os produtos mais usados para acrescentar sobrevida a esses alimentos são as gorduras e os açúcares, além do sal.

Bebidas adoçadas, como refrigerantes, néctares e chás, possuem bem mais do que as 25 gramas que a OMS recomenda para consumo diário. Veja alguns exemplos.

  • Refrigerantes de cola – 32 gramas de açúcar em uma lata.
  • Suco de caixinha, ou néctar – 30 gramas por 250 ml.
  • Energéticos – 28 gramas por latinha.

Biscoitos, achocolatados, cafés especiais e drinques adoçados também inundam a corrente sanguínea de açúcar.

Os malefícios do consumo excessivo de açúcar

O primeiro e mais evidente problema de saúde á o diabetes, já que o pâncreas é obrigado a trabalhar dobrado para produzir mais insulina e ela faz com que esse açúcar seja armazenado como gordura quando em excesso no sangue. Leia o texto sobre síndrome metabólica para saber mais sobre o assunto.

Consumir açúcar em demasia também pode aumentar o risco de doenças do coração e do sistema circulatório, além de atacar órgãos nobres como os rins e o figado, responsáveis pela desintoxicação. Insuficiência e cálculos renais, esteatose hepática (gordura excessiva no fígado) são males que podem tanto debilitar quanto levar a óbito.

Como evitar os males do açúcar?

A primeira providência é reduzir o consumo ao necessário ao seu metabolismo. Doces, tortas, bebidas adoçadas e demais fontes fáceis de açúcar devem ter seu consumo reprimido.

Aumente o gasto calórico. Emagrecer é uma boa maneira de eliminar o excesso de açúcar na corrente sanguínea. O segredo da perda de peso é gastar mais calorias do que se consome.

Faça exames se sangue regularmente. Vá ao médico e faça um check-up laboratorial regular e siga as orientações que ele der, principalmente quando se referir à dieta e aos exercícios.

Aumente o consumo de água e de alimentos que forneçam energia de maneira gradativa, como os largamente citados carboidratos complexos, advindos de cereais integrais, verduras, legumes e frutas. Consuma gorduras boas com moderação e proteínas advindas de fontes saudáveis, como peixes e aves.

E o mais importante: nunca deixe de consultar um médico e um nutricionista ou endocrinologista.

Avalie este conteúdo!
Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 11
Cuidados com o açúcar na dieta

Comente