Delírios de um gordo em dieta

Dietas restritivas podem ter efeitos perturbadores na integridade psicológica da pessoa levando até mesmo a delírios e alucinações (humor).

Para variar, estou tentando emagrecer. Só que desta vez estou cumprindo à risca as orientações de meu médico, tomando a medicação nas horas certinhas, comendo só os alimentos constantes na prescrição, sem exceder as quantidades máximas recomendadas, e fazendo atividade física: privilegiado que sou ao morar no Rio de Janeiro, pertinho da praia, tenho feito uma média de 6km diários de caminhada.

O resultado de todo esse esforço está sendo compensado: além de minha visível melhora em meu humor e no ânimo, em três semanas já me vi livre de 10kg!

Hoje está sendo relativamente fácil seguir a dieta, porém nos primeiros dias as coisas foram muito, mas muito críticas mesmo. Viciado em arroz que eu era, e totalmente avesso a saladas verdes (que eu jocosamente desprezava chamando de “pasto”), ter de fazer uma alimentação com menos gostosuras e mais saúde foi difícil no começo.

Os piores dias foram no final da primeira semana. Estava viajando, visitando minha mãe. Lá sempre há todas as coisas boas que as mães sabem fazer e que agradam tanto aos filhos, mas eu não podia usufruir de tudo. Paciência.

Na primeira noite de visita, a vontade de beber refrigerante era tanta que sonhei que levantava da cama, ia até a geladeira e entornava uma garrafa de coca-cola no bico mesmo. No dia seguinte perguntei: “mãe, tinha coca-cola na geladeira?”, e ela paciente e amorosa, respondeu: “não, filho, tu não podes tomar e eu nem comprei por isso”. Ufa!

Na segunda noite a coisa foi ainda pior!

Eu sonhei que era acordado por minha mãe, que me convidava: “filho, olha que maravilha de pudim eu preparei pra gente, está bem geladinho, vem comer uma fatia”, e eu comia o pudim inteiro. Esse eu nem tive coragem de me certificar, pois não queria que ela se preocupasse com minha saúde mental.

É claro que essas histórias são engraçadas quando se contam, principalmente para quem não precisa submeter-se a esse tipo de dieta restritiva por causa do peso. Mais ainda, são divertidas para quem já passou por esse tipo de suplício, e agora pode rir dessas besteiras, como eu nesse momento.

Desejo do fundo do coração que todos os que leem essa história e ainda não conseguem se divertir genuinamente com ela, que encontrem a paz de espírito necessária para encarar a dieta com coragem e determinação, para que os resultados positivos surjam e todos juntos possamos comemorar.

Avalie este conteúdo!
Avaliação média: 4.7
Total de Votos: 15
Delírios de um gordo em dieta

Comente