Desidentifique-se da imagem de gordo para emagrecer

Antes de começar qualquer dieta cujo intuito é emagrecer, devemos nos fazer a seguinte pergunta: como nos sentimos sendo o que somos?

13 de janeiro de 2014 • Por Mariana, em Comportamento, Destaques
Homem gordo vê-se magro no espelho


Quem já tentou diversos processos de emagrecimento sem ter conseguido alcançar e manter o peso ideal muitas vezes só consegue ficar frustrado com a incapacidade de eliminar gordura e acumular saúde. Além da mera contagem de calorias, da atividade física e das refeições em intervalos regulares há diversos outros fatores mais sutis que precisam ser levados em consideração.

Dentre estes fatores sutis podemos destacar, de maneira geral, a autoestima e a propriocepção do indivíduo (ou seja, a maneira como ele se vê, se percebe e se concebe).

Homem gordo vê-se magro no espelho

Como você se vê?

A maior parte dos gordos que não consegue emagrecer apresenta um ou mais dos comportamentos abaixo.

  • Não tem memória de como era ser magro, caso um dia tenha sido.
  • Aprecia a aparência das pessoas gordas.
  • Não consegue se conceber como uma pessoa magra.
  • Tem medo de perder “alguma coisa” se mudar a aparência.

Estes comportamentos são comuns em pessoas que são portadoras de sobrepeso há muito tempo. Normalmente são anos de trabalho constante, sem pausas, na construção de relacionamentos, vícios, gostos, valores, tudo baseado na imagem de gordo.

Se é um gordo que tem relacionamentos saudáveis, vida afetiva e sexual ativa, que namora com regularidade, o medo de perder estes relacionamentos, o medo da solidão, pode fazer com que um processo de emagrecimento seja muito difícil, quando não impossível.

Já no outro extremo, quando a pessoa não tem nenhuma sorte de relacionamento afetivo ou sexual e credita sua solidão à gordura, esta na verdade está apenas encobrindo um medo profundo de ser abandonado.

Um pensamento inconsciente do tipo: “não vou deixar ninguém se aproximar, é melhor ficar sozinho do que vir a ser abandonado”. O medo de perder, portanto, é da falsa sensação de imunidade ao abandono.

carregando…

Como qualquer desafio na vida, vencer a obesidade e recobrar saúde e “boa aparência” (para quem associa magreza e beleza, exclusivamente) requer dedicação, força de vontade e renúncia.

Mas a dificuldade do desafio pode ser bastante diminuída se as causas psicológicas da obesidade forem descobertas, as motivações inconscientes para o autoboicote trazidas à luz e os medos enfrentados com coragem e resignação: no fim, a pessoa vê que a maioria dos “monstros” que a aterrorizavam não passavam de sombras de insetos inofensivos projetadas na parede da acomodação.

__
Crédito da imagem: © Rolffimages | Dreamstime.com

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!