Diabetes – mitos e verdades

O que pode ser considerado verdade e mito quando o assunto é diabetes?

No texto anterior, discorremos sobre a diabetes, os principais tipos, como diagnosticar e controlar a doença de forma básica (sempre lembrando que nossos textos têm valor apenas informativo e são resumidos para fins de entendimento. Sempre consulte seu médico para cuidar de sua saúde).

Ao ser diagnosticada, a diabetes suscita diversas dúvidas e vários mitos baseados na relação entre paciente e doença. Essas questões geram diversas falácias e “verdades” espalhadas boca a boca. O que é real e o que é mito sobre a diabetes?

Produtos chamados “diet” são os mais indicados para os diabéticos

Nem sempre. Os valores nutricionais dos produtos dietéticos podem esconder pequenas bombas calóricas, como excesso de gorduras e sódio, entre outros nutrientes. Escolher seus alimentos na bancada de verduras e legumes e preparar com cuidado, e sob orientação nutricional é mais efetivo e bem mais barato.

Adoçantes são perigosos/adoçantes são seguros

Por partes. A disseminação dos adoçantes fez com que eles se tornassem itens de consumo comuns nas gôndolas do supermercado. Na verdade, quem deveria indicar quais tipos de edulcorantes são os mais indicados para cada especificidade é o médico.

Os baixos valores nutricionais dos adoçantes podem dar a falsa sensação de segurança a quem consome. mas há nutrientes que podem não ser indicados em alguns casos. Conheça os produtos e peça orientação ao seu médico. Pode soar repetitivo, mas sua saúde é uma questão séria demais para que brinquemos com ela.

A dieta do diabético é excludente e muito específica

Muita calma nessa hora. O que geralmente muda é a quantidade de ingestão dos principais nutrientes (gorduras, proteínas e carboidratos) após o diagnóstico do tipo de diabetes e como ele interfere em seu metabolismo. O mito criado em torno dos alimentos impossíveis de ser encontrados no dia a dia é, em parte, culpa do jornalismo de celebridades, embora não se reduza a isso. Siga sempre a orientação de um nutrólogo e de um nutricionista, que vai ajudar a elaborar um cardápio baseado em sua realidade.

O diabético não pode mais comer sobremesa

Evidentemente que isso é um mito criado antes da evolução da indústria alimentícia e dos estudos dietéticos. É possível comer algo doce mesmo sendo diabético; basta saber o que, como e quando ingerir, fundamentado em seu metabolismo. Existem frutas, doces e produtos com sabor doce que podem ser consumidos com a moderação indicada pelo médico.

Certos nutrientes são proibidos para diabéticos

Nunca corte fontes dos principais nutrientes (repetindo: carboidratos, proteínas e gorduras) sem avaliação. Não existem alimentos proibidos, não importa o que sua amiga da academia ou da caminhada diga. Mesmo os carboidratos, que são, em resumo, fontes de glicose (açúcar), precisam ser consumidos por conter vitaminas e minerais essenciais ao organismo.

Numa dieta para diabéticos, o que conta é sempre a quantidade do que se come, e não a eliminação ou a supervalorização de alimentos importantes. Siga sempre uma orientação profissional ao elaborar seu cardápio e não confie apenas no menu daquela revista ou site.

Comer muito doce “dá diabetes”

O mais difundido e simples mito sobre a diabetes foi deixado por último de propósito. Diabetes é uma síndrome onde o corpo, por algum motivo, rapidamente explicado no texto anterior, deixa de processar o açúcar como energia. Quando isso acontece, o açúcar se acumula e causa diversas disfunções em órgãos importantes do corpo humano.

Resumindo, não é quantidade de açúcar que você consome que torna a pessoa diabética, e sim a incapacidade do corpo de transformar o açúcar em energia.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.56
Total de Votos: 9

Diabetes – mitos e verdades

Comente