Dieta do doce

É possível resistir ao fascínio dos doces quando iniciamos uma dieta? Não é exatamente uma tarefa fácil, mas está longe de ser impossível.

11 de novembro de 2013 • Por Mariana, em Destaques, Dicas e Dietas


Sou capaz de apostar que muitas pensaram que veriam uma verdadeira dieta do doce, regada chocolate, brigadeiro e quindim, quando leram o título do post.

Ou então um daqueles cardápios saídos sabe-se lá de onde, chamados espertamente de Dieta do Doce, que promete o fim do desejo insano por guloseimas regadas por açúcar. Sim, vamos falar de açúcar; mas não, não iremos propagar qualquer dieta do doce!

A dieta do doce é um vício!

O quão ansiosa você fica sem colocar na boca algo doce durante o dia? Se você respondeu “eu quase enlouqueço sem açúcar”, saiba que seu corpo viciou-se na serotonina produzida pelos picos de insulina que o consumo de doce causa.

A serotonina é o neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar e euforia, e o açúcar ajuda na produção da serotonina.

carregando…

O problema é que junto com a euforia vem a gordura. Quando consumimos muito doce, o pâncreas produz muito mais insulina, que transforma o açúcar consumido em gordura, que se acumula nos locais mais indesejados. Mas comer doce é tão bom que a culpa dissipa-se na dentada em um chocolate.

E como fazer dieta sem comer doce?

As palavras mágicas são “reeducação alimentar”. O truque é fazer com que o corpo não sinta mais falta do doce usando alguns artifícios.

  • Capriche na escolha do carboidrato nas principais refeições. Como você deve saber, o carboidrato é um tipo de açúcar (é uma simplificação para fins de entendimento. Não me apedrejem), e alguns demoram mais a ser digeridos. Com isso, mantém-se uma produção constante de serotonina sem a necessidade do consumo exagerado de doces.
  • Quando a vontade de comer doce apertar, coma frutas secas, que concentram a frutose e possuem triptofano, um dos produtores da tal serotonina.
  • Consuma mais frutas frescas, mas sem exageros. A frutose também engorda se consumida em excesso.
  • Mantenha um bom estoque de gelatinas dietéticas na geladeira. Nunca se sabe quando o desejo de comer doce for maior do que sua força de vontade.
  • Se você não resiste ao chocolate, inclua as versões amargas ou meio amargas, com mais cacau. Os nutricionistas recomendam o consumo de 30 gramas desse chocolate por dia.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!