Dieta do ovo

A dieta do ovo pode ser aliada do emagrecimento se for incluída em um regime alimentar saudável. Veja como fazer isso.

O ovo é um alimento que vai de vilão à vítima a cada nova pesquisa nutricional. Desde que ele foi inocentado de seus “crimes” na mais recente pesquisa, criaram-se várias “dietas do ovo”, cada uma contendo uma especificidade mas com uma promessa em comum: ajudar a emagrecer.

Antes de verificarmos o quão verdadeira é a proposta de perder peso com alguma dieta do ovo, vamos por partes.

Visão geral do ovo

O ovo é um alimento milenar que é fonte principalmente de proteína e que contém gordura na gema. Durante muito tempo associou-se o consumo de ovos ao aumento do colesterol ruim graças à pesquisas feitas com cobaias.

Contudo, após mudanças dos métodos das pesquisas, descobriu-se que apenas 10 por cento do colesterol de nosso organismo vinha da alimentação, e não 50 por cento, como se acreditava.

Passou-se a discutir a quantidade de ovos que devem ser ingeridos diariamente em uma dieta equilibrada. A resposta foi aquela que todas vocês odeiam quando nós dizemos: depende.

O que irá determinar quantos ovos por dia uma pessoa pode comer é o seu nível de colesterol sérico (o colesterol presente na corrente sanguínea em condições normais em uma pessoa em jejum).

A dieta do ovo. Ou dietas?

Existem vários tipos de dieta do ovo. Há a que substitui uma proteína do cardápio pelo ovo; a que corta todas as proteínas e as troca exclusivamente por ovos; e existe uma vertente dietética que inclui ovos sem retirar nenhuma fonte de proteína.

Cada uma delas é específica ao biotipo, ao tipo de atividade física e às condições metabólicas de cada indivíduo. Consulte seu médico e saiba qual dieta do ovo é a mais adequada para você.

Benefícios da dieta do ovo

A proteína faz com que a digestão dos alimentos seja mais lenta, o que proporciona saciedade. Como o processo digestivo demora mais, isso proporciona um maior gasto calórico. Pode-se chamar isso de um processo termogênico.

É claro que a proteína do ovo só terá suas funções otimizadas para emagrecer obedecendo-se os requisitos básicos: consumi-lo cozido e em companhia de outros alimentos saudáveis em uma dieta balanceada e equilibrada, rica em alimentos integrais, frutas, verduras, legumes e carnes magras.

A prática de atividades físicas também se faz necessária; afinal, é preciso gastar as calorias ingeridas. Falando em calorias, o ovo possui cerca de 70 Kcal.

Nutrientes do ovo

Além de fonte de proteína, o ovo possui gorduras chamadas insaturadas, boas para o coração; é rico em colina, uma substância que contribui para o desenvolvimento do cérebro; tem ação antioxidante que evita a proliferação dos radicais livres (elementos que “enferrujam” as células); e possui ácido fólico, vitaminas A e E, zinco, selênio e magnésio.

Cuidados com a dieta do ovo

O excesso de consumo de proteína pode causar sobrecarga renal (os rins podem não aguentar eliminar o excedente do nutriente), por isso é necessário saber quantos ovos e outras fonte de proteínas você pode consumir por dia.

Uma dieta do ovo precisa ser responsável e devidamente prescrita para que se possa emagrecer sem que haja prejuízos à saúde como um todo. Consulte um médico e um nutricionista..

Avalie este conteúdo!
Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 11
Dieta do ovo

Comente