Dieta Japonesa

Um estilo de alimentação vinda do Oriente foi chamada de Dieta Japonesa. As pequenas porções aliadas às boas proteínas e gorduras são o principal chamariz dessa dieta.

31 de julho de 2014 • Por Mariana, em Dicas e Dietas


Das dietas restritivas em voga, a chamada Dieta Japonesa é a que mais atrai adeptos porque tem um chamariz que faz com que muitos acreditem em sua eficácia: os próprios japoneses.

Segundo estudos a OMS (Organização Mundial da Saúde), apenas 2 por cento dos japoneses são obesos. Os olhares de quem busca alternativas saudáveis para perder peso voltaram-se para o diminuto prato dos japoneses e chegaram a um cardápio e uma Dieta Japonesa que pede, antes de mais nada, uma mudança radical de estilo de vida. Acompanhe.

A Dieta Japonesa e os japoneses

A Dieta Japonesa baseia-se em um pilar com cinco sustentáculos: peixe, soja, arroz, frutas e legumes. São alimentos com baixa taxa calórica e pobre em gorduras saturadas. Os principais ingredientes nutricionais são ácidos graxos ômega 3 (calma, esse palavreado todo só quer dizer “gordura do bem”), proteínas magras, fibras e baixa taxa de carboidratos simples (amido, açúcar).

Embora inconclusivas, algumas pesquisas preliminares associam a Dieta Japonesa à longevidade dos cidadãos japoneses, principalmente das cidadãs. O Japão tem a maior taxa de centenários vivos do mundo. Magros e vivendo mais, quem não quer ser assim?

carregando…

Como preparar a Dieta Japonesa

A elaboração da Dieta Japonesa que vem sendo aplicada para os ocidentais vaticinou a quase eliminação dos carboidratos simples, concentrando forças nas proteínas magras e gorduras boas. As porções são mínimas (seguindo um antigo preceito japonês: deixe a mesa com um pouco de fome) e por isso a Dieta Japonesa não deve ser seguida por mais de uma semana. Relatos dão conta de pessoas que perderam 5 quilos durante a duração da dieta.

Sugestão de cardápio para a Dieta Japonesa

  • Café da manhã: chá verde ou café com adoçante (esqueça o açúcar) e um biscoito água e sal.
  • Almoço: verduras à vontade e uma destas fontes de proteína: peixe OU bife de carne magra OU frango sem pele.
  • Jantar: frutas e dois ovos cozidos.

E é só isso mesmo. A Dieta Japonesa é excessivamente espartana e não pode ser seguida por muito tempo além dos sete dias recomendados. Mas lembre-se: antes de iniciar qualquer dieta, procure seu médico e pratique atividades físicas. Não leve uma sugestão dada por um blog como verdade absoluta, mesmo que esse blog seja o meu!

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!