Dieta laxativa

A dieta laxativa propõe maior consumo de fibras nas refeições. Mas será que ela emagrece?

A dieta laxativa tem sido muito buscada pelas leitoras deste blogue. Como tem “dieta” na frase, há quem queira segui-la para emagrecer. Para que não haja mais interpretações falaciosas sobre esse regime, iremos discorrer sobre esse assunto começando com uma pergunta que parece óbvia, mas que esconde um pequeno truque na manga.

O que é dieta?

A palavra dieta é um substantivo feminino que significa “cota de alimentos sólidos e líquidos que uma pessoa ingere habitualmente”. Ou seja, antes de ser algo que restrinja, incorpore ou emagreça, dieta é simplesmente a quantidade de comida ingerida durante o dia de forma regular.

Princípios básicos da dieta laxativa

A dieta laxativa é geralmente indicada para quem sofre com a temida prisão de ventre e o consequente acúmulo de gases no sistema digestivo e não pode ou não quer ingerir laxantes.

Mulheres são mais suscetíveis à constipação intestinal, e os riscos aumentam quando ha uma dieta pobre em fibras alimentares, baixa ingestão de água, obesidade e sedentarismo.

No que consiste a dieta laxativa

O preceito da dieta laxativa é simples: a inclusão de alimentos ricos em fibras à alimentação diária e maior consumo de água. Contudo, o nível de constipação, que deve ser diagnosticada por um médico, é o que vai determinar o que pode e o que não pode ser consumido.

Principais causas da prisão de ventre

  • Bloqueios intestinais, principalmente no reto e no cólon;
  • Problemas neurológicos (apenas o médico irá dizer quais e se podem ou não ser um vetor de constipação);
  • Problemas musculares, principalmente ao redor da pélvis;
  • Diabetes;
  • Gravidez;
  • Consumo inadequado de remédios como laxantes e antiácidos;
  • Estresse e sedentarismo;
  • Depressão.

Alimentos que podem ser incluídos na dieta laxativa

Cereais integrais, como a aveia, frutas com alto teor de fibras (ameixa, abacaxi, figo, abacate, maçã e mamão são bons exemplos), chás, verduras e legumes verde-escuros são altamente indicados.

Ao ingerir mais fibras, deve-se beber mais água para que as propriedades laxativas desses alimentos sejam melhor aproveitadas. Não exagere no consumo de fibras se você não estiver habituada; comece devagar e com porções condizentes com seu corpo. Converse com seu médico.

Mastigue bem esses alimentos e não dispense cascas e talos, se possível. Muitas das fibras estão nessas partes. Maçãs, uvas e ameixas costumam ser mais saborosas com casca.

A dieta laxativa emagrece?

Por partes. Quem sofre de constipação costuma sentir um incômodo inchaço. Ao iniciar um regime mais rico em fibras alimentares, a evacuação proveniente do aumento de consumo dessas fibras naturalmente traz alívio e uma certa diminuição de medidas, mas isso não é, de forma alguma, medida de perda de peso.

Quem quer emagrecer seguindo alguma dieta deve seguir as orientações de sempre: alimentar-se de forma equilibrada, incluindo todos os macro e micronutrientes necessários ao bem estar e praticar atividades físicas que proporcionem gasto calórico compatível com o consumo dos alimentos. Consulte sempre um nutricionista.

Avalie este conteúdo!
Avaliação média: 4.73
Total de Votos: 11
Dieta laxativa

Comente