Dieta mediterrânea pode diminuir risco de Alzheimer

O site ABC News acaba de publicar um artigo sobre os benefícios da dieta mediterrânea, que é rica em frutas, verduras e ácidos graxos omega-3.
Essa dieta, que é altamente benéfica para o coração, agora pode ser também útil para combater o mal de Alzheimer.
O mal de Alzheimer é  uma doença degenerativa progressiva do cérebro, que ataca a capacidade de formação e recuperação de novas memórias. Com o progresso da doença, todo pensamento é perdido.
A pesquisa que comprova a eficiência dessa dieta para a saúde humana foi conduzida pelo Dr. Nikolaos Scarmeas e seus colegas da Universidade de Columbia, Nova Iorque, e foi publicada no “Archives of Neurology”.
Basicamente, os alimentos que fazem parte da dieta mediterrânea e que promovem um grande bem à nossa saúde, de acordo com o artigo, são: “molho de salada, nozes, tomates, peixe, aves, legumes crucíferos [repolho, brócolis, couve, couve-flor e couve de bruxelas], verduras de folhas verdes escuras e menores quantidades de carne vermelha, carne de órgãos internos de animais, manteiga e laticínios de alto teor de gordura”.
Para ler o artigo completo em inglês, clique neste link do ABC News.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 2

Dieta mediterrânea pode diminuir risco de Alzheimer

Comentários

  • […] adotar a dieta mediterrânea, […]

    Responder
  • […] seja confundida com a dieta mediterrânea, ela tem características […]

    Responder
  • […] seja confundida com a dieta mediterrânea, ela tem características […]

    Responder

Comente