Dieta negativa

Nem tudo o que é negativo tem conotação ruim, principalmente se nos auxilia a eliminar os tão indesejados quilos a mais. Conheça a dieta negativa e seus princípios positivos para se ter uma alimentação saudável.

05 de novembro de 2014 • Por Mariana, em Destaques, Dicas e Dietas


Queimar calorias, eliminar calorias, não consumir muitas calorias… confesse: você procura muitas dietas e a imensa maioria apenas corrobora o que todos dizem sobre o valor das calorias no processo de emagrecimento, sempre propondo o consumo controlado de alimentos calóricos aliado a atividades que consumam mais energia.

Por isso mesmo algumas leitoras me escreveram entusiasmadas me informando sobre a existência da dieta negativa, ou dieta da caloria negativa, onde perde-se calorias comendo. Maravilhoso demais, não? Como diria um personagem do filme Carandiru, “vamo ter calma, nóis!”.


Princípios da dieta negativa

Tudo o que consumimos possui, em maior ou menor número, um potencial calórico. Existem alimentos cujas calorias apenas mantém a máquina funcionando, mas boa parte do que nós, ocidentais, consumimos é uma bomba calórica que transforma-se em gordura e acumula-se em nossa pele.

Contudo, estudos nutricionais revelaram que existem alimentos que ao invés de nos engordar, ajudam a emagrecer.

Graças a essa característica, as calorias desses alimentos foram chamados de negativas, pois são mais difíceis de ser metabolizadas pelo organismo, demandando maior energia para ser digerida. Nascia aí a dieta negativa, ou dieta da caloria negativa, propondo o maior consumo destes alimentos nas dietas para que elas sejam importantes coadjuvantes no processo de perda de peso.


O segredo da dieta negativa

A dieta negativa é composta de alimentos ricos em fibras e elementos termogênicos. Nosso corpo não produz enzimas que conseguem quebrar as fibras solúveis e insolúveis, fazendo com que a digestão delas faça com que o metabolismo gaste mais energia para a futura eliminação após o término de suas funções.

carregando…

Já os alimentos termogênicos produzem energia que ajuda o corpo a queimar reservas de gordura. Ou seja:

  • A dieta negativa aumenta a sensação de saciedade.
  • A dieta negativa ajuda a queimar gorduras, principalmente as localizadas.
  • A dieta negativa também livra o organismo de toxinas e impurezas.


Alimentos indicados para a dieta negativa

A boa notícia é que alimentos com calorias negativas são facilmente encontradas e costumam ser baratas. Veja uma pequena lista obtida em revistas e sites:

  • Cebola
  • Mamão papaia
  • Espinafre
  • Pepino
  • Repolho
  • Pimenta vermelha
  • Maçã
  • Pêssego
  • Beterraba
  • Laranja
  • Limão
  • Abacaxi

Mas a dieta negativa depende de atitudes positivas. A primeira delas é a elaboração de um cardápio específico às suas necessidades nutricionais e incluir os alimentos com caloria negativa neles.

Incluir atividades físicas que aumentem o gasto calórico, diminuir o consumo de frituras e guloseimas em excesso, beber muita água, evitar o excesso de bebidas alcoólicas e usar temperos termogênicos são atitudes que devem andar ao lado da dieta negativa, além de sempre consultar um médico para obter maiores esclarecimentos.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!