Dieta e exercícios físicos

Antes de entrar em uma academia ou praticar qualquer exercício físico, é preciso saber o que seu corpo precisa e em que quantidade. O que apresentamos aqui são apenas sugestões.

22 de dezembro de 2014 • Por Mariana, em Destaques, Dicas e Dietas


Só existe uma dupla que poderá garantir perda de peso de forma significativa e segura quando prescrita adequadamente: dieta e exercícios físicos.

O século XXI trouxe literalmente embutido no modo de vida moderno alimentos com altas taxas de gordura, sódio e conservadores artificiais e um índice de sedentarismo que chega às raias da endemia em algumas localidades.

dietaexerciciosumo450x338ok

Por mais que a cirurgia bariátrica tenha se aperfeiçoado e tornado a vida de quem chega à obesidade mórbida melhor, a preocupação das pessoas deve estar no que leva alguns indivíduos a chegarem a esse nível de obesidade.

A adaptação sensorial às facilidades que a tecnologia trouxe ao dia a dia criou uma enorme legião de pessoas que não se movimenta, ao mesmo tempo em que se consome uma quantidade enorme de calorias que não são gastas e que se acumulam em forma de gordura.

O resultado dessa equação perversa é a obesidade pandêmica facilmente observada em estudos governamentais e de entidades ligas à saúde pública.


Que dieta seguir?

Não buscar soluções milagrosas e a toque de caixa é o primeiro passo. É consenso que a dieta ideal é obrigatoriamente hipocalórica, ou seja, com redução de calorias ingeridas.

Contudo, quem irá determinar um nível de redução calórica seguro é um médico e uma análise segura da necessidade energética de cada pessoa, individualmente. A dieta precisa seguir parâmetros nutricionais básicos:

carregando…

  • O consumo de carboidratos, preferencialmente complexos e com baixo índice glicêmico;
  • A adição de proteínas que forneçam aminoácidos essenciais;
  • A parcimônia no consumo de gorduras, priorizando as que forneçam colesterol de alta densidade, benéficos ao sistema cardiorrespiratório;
  • A diminuição drástica de consumo de sal e açúcar refinados e alimentos processados.


Quais exercícios são mais indicados?

Segundo a maioria dos nutricionistas, quaisquer atividades físicas que eliminem o fantasma do sedentarismo da vida. Como estamos falando com pessoas que mal caminham, é preciso pensar primeiro em exercícios que ajudem a condicionar o o corpo acostumado à inércia a se movimentar. Eis os mais recomendados:

  • Caminhadas. Começando com 30 minutos por dia, três dias por semana, e aumentar o tempo e o ritmo aos poucos.
  • Hidroginástica. O baixo impacto nas articulações é o principal diferencial desse exercício.

Quando o corpo acostumar-se à cadência dos movimentos, é hora de aumentar a carga, não deixando o corpo entrar na zona de conforto. Além do acréscimo de ritmo dos exercícios físicos acima mencionados, inclua outros:

  • Ciclismo. Excelente para aumentar o condicionamento respiratório e da circulação e perfeito para queimar calorias.
  • Natação. Mais um aliado no condicionamento muscular e aeróbico.
  • Musculação. O aumento da massa magra proporcionado por essa atividade faz com que o gasto calórico em repouso seja maior.

Por maiores que sejam os benefícios de uma dieta balanceada e de exercícios físicos, não os faça sem antes consultar o médico e verificar seu condicionamento físico.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!