Dietas podem te deixar com mau hálito

Este texto não é sobre mau hálito de maneira geral, mas sim sobre o mau hálito comum a pessoas que fazem determinados tipos de dieta.

21 de agosto de 2013 • Por admin, em Dicas e Dietas


Quando você faz dieta, seu organismo pode ter algumas reações inesperadas (para você), entre elas a halitose, ou simplesmente mau hálito. Especificamente, ficam mais propensos a este desagradável efeito aqueles que fazem uso de medicamentos como a sibutramina, cujo efeito colateral mais conhecido é o de ressecar a boca (xerostomia).

Isso acontece porque — de maneira simplificada — porque este tipo de medicamento provoca uma constrição dos canais que conduzem a saliva até a boca. E o ressecamento da boca produz halitose porque as bactérias que vivem na boca da gente acabam se alimentando mais e produzindo, como resultado de sua digestão, mais gases que acabam deixando a pessoa com o halitose.

Alimentos causadores de mau hálito

Considerando o mau hálito originado especificamente na boca (pois outras causas podem incluir patologias das vias respiratórios ou do sistema digestório), alguns alimentos tendem a favorecer essa condição constrangedora, entre os quais:

  • açúcar (que nem deveria ser ingerido por pessoas em dieta para emagrecer);
  • refrigerantes, principalmente os do tipo “cola”;
  • café;
  • alimentos com alto teor de proteína;
  • chocolates.

Regra geral, alimentos cuja digestão começa na boca, e que produzem gás carbônico, tendem a reforçar este problema.

Como tratar o mau hálito causado pela xerostomia

Se o mau hálito é causado pela salivação insuficiente, então basta estimular a salivação para começar a solução do problema!

De fato, se você está com o hálito ruim, o correto é procurar a ajuda de um dentista, que fará uma avaliação global da cavidade bucal, e poderá diagnosticar se realmente é a xerostomia que está causando o problema.

Beber muita água

Além de favorecer o organismo todo, a ingestão de água em abundância (água mesmo, não refrigerantes — mesmo dietéticos — ou café) ajuda bastante a combater os efeitos da xerostomia.

Higiene oral

Embora seja um conceito errado achar que todo mundo que tem mau hálito seja porco e não escove os dentes, a correta higiene da boca é o primeiro passo para atacar a halitose.

carregando…

O uso de uma escova de dentes macia, de boa qualidade, e um creme dental com propriedades cicatrizantes, associado ao uso de um bom enxaguante bucal, e principalmente o uso do fio dental associado a escovações frequentes, é fundamental. Reiteramos que consultar um dentista é fundamental para a correta orientação quanto à higiene bucal.

Estimulando a salivação

Em casos extremos o dentista poderá receitar medicações específicas, como a chamada “saliva artificial”, porém há um truquezinho caseiro que pode ter um efeito bastante positivo: pingar algumas gotas de suco de limão, algumas vezes ao dia.

Isso porque o limão contém ácido ascórbico, que estimula as glândulas salivares, bem como o sumo contém substâncias que anulam os odores dos gases produzidos pelas bactérias que vivem na boca.

Consulte seu médico e seu dentista

Em se tratando de qualquer assunto ligado à saúde, devemos sempre evitar a automedicação, mesmo que usando remedinhos caseiros como chás e ervas. O correto é procurar um profissional qualificado, que será capaz de fazer uma avaliação clínica do seu caso e prescrever o tratamento adequado.

Em se tratando de uma pessoa em dieta para emagrecer, com problema de mau hálito, convém associar a consulta médica a pelo menos uma consulta ao dentista, pois ambos os profissionais estarão habilitados a ajudar eficiente e responsavelmente.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!