Emagreça comendo no restaurante por quilo

Comer fora em restaurante por quilo não é mais um atestado de má alimentação. Sabendo o que se coloca no prato, é possível emagrecer almoçando no seu quilão predileto.

04 de março de 2017 • Por Mariana, em Alimentos, Dicas e Dietas


Culpar o almoço feito fora de casa pela obesidade é como culpar o casaco pelo frio que sentimos. Embora a tentação de se alimentar de forma rápida e insalubre seja enorme graças a inúmeros motivos, comer só engorda se as calorias ingeridas não forem devidamente gastas. Simples assim.

Portanto, quem é refém do restaurante por quilo que fica próximo ao local de trabalho pode montar pratos saudáveis e saborosos com as hoje grandes opções no cardápio de qualquer quilão de respeito. Basta saber olhar para a bancada.

As fontes de carboidratos complexos

Não há mistério. Saladas são a mais óbvia escolha, e não há desculpa para não se montar um belo e colorido prato. Qualquer restaurante por quilo que preze seu nome terá em seu buffet de saladas as seguintes opções:

  • Tomate;
  • Alface;
  • Couve;
  • Cenoura;
  • Repolho branco ou roxo;
  • Abobrinha;
  • Rúcula.

Deixando o prato colorido, uma refeição assim já terá uma boa quantia de vitaminas do complexo B, antioxidantes, carotenoides e minerais essenciais ao bom funcionamento de sangue, ossos e cérebro, dentre outros nutrientes.

As fontes de proteína

Na hora de escolher as carnes, fuja das regadas em molhos visivelmente pesados, das versões empanadas e fritas em imersão. Se antes carnes vermelhas e brancas grelhadas eram raridades designadas a quem exigia tacitamente por elas, hoje qualquer quilão oferece de bom grado versões assadas e grelhadas de cortes de carne e frango populares.

Arroz e feijão, sempre

A velha dupla brasileira perdeu o espaço na mesa graças às pretensas facilidades impostas tanto pelo pelo fast food quanto pelo junk food. No restaurante por quilo o arroz e o feijão sempre estão lá, por isso não os abandone. Essa combinação é reconhecidamente saudável, fonte de carboidratos, proteína e gordura nas doses corretas.

O que evitar

Além das já citadas carnes empanadas e fritas, fuja dos refrigerantes e sucos adoçados com açúcar. Em alguns quilões o suco vem como cortesia, por isso basta recusar. Não creio ser preciso repetir a ligação entre obesidade e consumo de refrigerantes, pois isso já foi dito em diversos textos aqui mesmo no blog.

carregando…

Pratos cujas camadas de gordura estejam visíveis devem ser solenemente ignoradas. O saleiro da mesa deve ser abolido. O consumo diário recomendado de sódio é de 2 gramas, e a tentação em “dar uma temperadinha” ao ver o sal à mão é grande.

Na sobremesa, fique longe dos doces, preferindo frutas. Os restaurantes por quilo costumam oferecer frutas da estação, sempre frescas e baratas, além de serem fonte saudável de vitaminas e minerais.

Considerações finais

Há quem diga que, seguindo um cardápio regrado e saudável em um quilão, é possível deixar de engordar cerca de 2 quilos por ano, além de conseguir eliminar a mesma quantidade de quilos mensalmente se a pessoa seguir uma rotina longe do sedentarismo.

De qualquer maneira, usar como desculpa o fato de comer fora para justificar os quilos a mais na balança não funciona mais. Basta que se façam as escolhas corretas diante do festim de odores e sabores de um bom restaurante por quilo.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!