Emagrecer com chia

A chia é mais uma semente cujas propriedades nutricionais tem sido ventiladas como coadjuvante de dietas. Saiba o que existe de concreto sobre a nova “febre”.

15 de maio de 2014 • Por Mariana, em Alimentos, Dicas e Dietas


Depois das sementes de amaranto e linhaça, mais uma herbácea recebe os holofotes de quem deseja emagrecer: é a chia.

Vinda de uma planta parente da sálvia, conhecido tempero, encontrada originalmente no México e na Guatemala, tem sido incensada como a mais nova arma contra a obesidade por diversas publicações e vários sites.

Antes de sucumbir ao mais novo modismo, fizemos um pouco de pesquisa e questionamentos pertinentes para saber se é possível emagrecer com chia.

chia2

Composição da chia

A chia – o nome vem da antiga língua asteca e aparentemente significa “oleoso” – é uma semente oleaginosa que possui diversos nutrientes que impressionaram principalmente os redatores das revistas especializadas, principalmente no tocante à quantidade. Acompanhe:

  • A chia possui uma grande quantidade de aminoácidos essenciais, formadores de uma das melhores proteínas existentes na natureza.
  • O fator oleoso que deu o nome à chia vem da alta concentração de ômega 3, ou ácido linoleico, poderoso antioxidante e anti-inflamatório e um dos responsáveis pela eliminação do colesterol ruim das veias e artérias.
  • A chia concentra uma respeitável quantidade de fibras solúveis, cerca de 36 gramas em 100 gramas da semente.
  • A semente de chia é fonte de minerais como magnésio, zinco, cálcio, ferro e potássio.

Propriedades da chia

A lista de benefícios que a chia proporciona graças à sua composição entusiasmam à primeira vista. Veja:

  • A chia tem um aminoácido chamado glutamina em maior quantidade. Esse componente proteico aumenta a resposta do músculo depois do exercício.
  • As fibras solúveis da chia absorvem muita água e formam um gel que aumenta a saciedade. Essa saciedade também é alcançada pela quantidade de aminoácidos presentes na semente.
  • Além da saciedade, as fibras regulam o trato intestinal e ajudam a diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Como emagrecer com chia

Como sempre, não há milagres envolvidos no consumo e efeitos da chia. O primeiro alerta a ser dado é quanto ao valor calórico da chia: uma colher de sopa de chia possui 47 calorias, o que a torna engordativa em excesso.

Para obter os resultados desejados, todas as sugestões de cardápio encontradas recomendam o consumo da chia devidamente hidratada antes das principais refeições em pequena quantidade, que seria cerca de uma colher de chá.

carregando…

Embora não tenham sido encontradas contraindicações sérias, com exceção do valor calórico, o excesso de consumo pode levar à incidência de desconfortos intestinais. Recomenda-se um aconselhamento médico antes do consumo da chia.

Um aviso importante

Não podemos omitir os resultados de uma pesquisa feita pela Appalachian State University, localizada no estado da Carolina do Norte (EUA).

Pesquisadores desta universidade realizaram um teste duplo-cego com 76 pacientes acima do peso com idades entre 20 e 70 anos, durante 12 semanas, dando para um grupo 25 gramas de chia e para outro, 25 gramas de placebo (substância inerte), além de orientações nutricionais de praxe.

Ao final da pesquisa, não houve diferenças significativas entre o grupo que consumiu a chia e o grupo que tomava as pílulas de placebo nos exames físicos e laboratoriais. Ou seja, não houve diferença entre a perda de peso, níveis de pressão arterial, colesterol, triglicérides e PCR (proteína C reativa) entre os dois grupos.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!