Engane seu cérebro e emagreça

Precisamos de um aliado de extrema importância para que dietas e atitudes pró-emagrecimento funcionem: o cérebro.

19 de junho de 2014 • Por Mariana, em Comportamento, Dicas e Dietas


Emagrecer é um conjunto de atitudes pró-ativas que levam ao nirvana do corpo desejado e saudável. Comer apenas o necessário para a sobrevivência sem sentir necessidade de acumular nutrientes para uma suposta escassez, como na época dos nossos ancestrais, necessita de um treinamento mental profundo.

O corpo precisa enganar o cérebro

cerebro

Movimentar mais o corpo deixando de ser refém das comodidades do século XXI – ninguém quer que voltemos a morar em cavernas, mas tirar o carro da garagem para comprar pão na esquina é um pouco de exagero, não? – e fazer com que o cérebro sinta que o organismo está sendo bem tratado é quase uma trapaça benevolente. Sim, enganar o cérebro pode ser preciso.

Pesquisadores debruçaram-se sobre os hábitos à mesa e descobriram que se algumas pequenas mudanças forem feitas, o cérebro vai aceitar melhor sua determinação em eliminar peso. Parece bobagem à primeira vista, mas acompanhe e perceba o sentido que  tudo o que for dito fará, inclusive na balança.

Hábitos que ajudam a enganar o cérebro

Ao invés de comer em pratos convencionais, coloque as porções em pratos de sobremesa ou pires. Isso mesmo. Quando o cérebro vê um prato cheio, associa-o a sensação de saciedade; já que é assim, coloque o que vai comer em pratos pequenos.

Troque os copos baixos por copos altos, mas com a mesma capacidade. Nossa massa cinzenta tende a achar que copos baixos tem menos quantidade; a tendência natural é tomar mais de um copo de bebida por refeição. E não tenha medo: já existem copos longos com design lindo e perfeitamente funcionais.

carregando…

Use pequenas cumbucas ao invés de tigelas grandes. Válido na hora da famosa sobremesa calórica. Aquele sorvete ou aquele flan da mamãe são uma delícia, mas já estou vendo a cara de culpa de quem a come em cima de uma esteira. Deixe as tijelas grandes para as saladas!

Sirva-se de comida com colheres de chá. Demora? Exatamente. E é essa a ideia; ao invés de cair na tentação de lotar o prato com aquelas conchas enormes, o ir e vir das pequenas porções fará com que o cérebro não faça você gastar energia à toa e se satisfaça com a pequena porção colocada com a colher de chá.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!