Exercícios na menopausa

A inclusão de exercícios na menopausa é uma fonte segura de bem estar durante esse período tão turbulento aos nosso hormônios.

19 de março de 2015 • Por Mariana, em Comportamento


Conhecer as diferenças entre menopausa e climatério (leia aqui) e saber quais alimentos incluir na dieta durante esse período (leia aqui) são atitudes importantes para que a transição e posterior ausência de atividade menstrual e dos ovários seja menos traumática.

Para formar o tripé que mantém firme tudo o que se sabe sobre a menopausa, suas causas, efeitos e ações a serem tomadas, é preciso incluir exercícios na equação. A inclusão de atividades físicas auxilia os aspectos físicos e psicológicos da mulher nessa etapa de maneira significativa e extremamente positiva.


Benefícios além do estético

Manter uma rotina de exercícios deveria ser uma rotina desde a mais tenra idade, mas sabemos que nem todas nós temos tempo ou mesmo disposição para isso. Contudo, o climatério e a menopausa mudam de forma dramática todo o equilíbrio hormonal, e isso causa diversos efeitos colaterais, reportados no texto “Menopausa – O climatério“.

menopausa

A prática de atividades físicas regulares após os 40 anos elimina o temido sedentarismo, vetor de problemas cardiovasculares e ósseos. Uma mulher que não se movimenta faz com que os efeitos do climatério, como o acúmulo de gordura na região visceral e a perda de massa muscular e óssea, sejam potencializados.

Não só há consequências físicas salutares como o fator psicológico também sofre um aporte favorável. Como se sabe, exercícios liberam neurotransmissores relacionados com o bem estar, como a endorfina e a adrenalina. Essas substâncias ajudam a minimizar os efeitos depressivos e irritativos do climatério.

Existem diversas pesquisas que reportam até a diminuição das ondas de calor típicas dessa fase da vida. Embora elas não sejam totalmente eliminados, os fogachos não se tornam um incômodo tão presente na vida de quem se exercita com regularidade.

Evidentemente, a prática de exercícios não elimina nem se presta a ser o milagre da menopausa, mas o acréscimo de qualidade de vida pode tornar tanto o climatério quanto a posterior menopausa mais palatáveis.

carregando…


Exercícios mais indicados para a menopausa

  • Caminhadas – Simples e de fácil execução, bastam vontade e uma trilha. Recomenda-se um mínimo de 30 minutos por pelo menos três vezes por semana.
  • Hidroginástica – Perfeito exercício para quem não pode exigir muito das articulações, faz bem ao coração e reforça os ossos.
  • Musculação – Promove reforço muscular e ósseo, principalmente se for seguido de exercícios aeróbicos.
  • Ciclismo – Melhora as funções respiratórias, cardíacas e reforça a musculatura.
  • Dança – Aliar atividade física com prazer é sempre bom, e a dança promove ambos com galhardia.


Considerações finais

Os efeitos físicos incluem manutenção do peso ideal, eliminação dos estoques indesejáveis de gordura, reforço da estrutura óssea (lembrando que a menopausa facilita a aparição da osteoporose) e dos músculos, melhora da pressão arterial e minimização dos fogachos e das sensações depressivas.

Não se esqueça: não pratique nenhum exercício sem acompanhamento médico.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!