Gordura versus carboidrato: qual a melhor dieta até agora?

Segundo pesquisas recentes, uma dieta com baixo consumo de carboidratos e rica em gordura pode ajudar a emagrecer.

10 de setembro de 2014 • Por Mariana, em Dicas e Dietas


As pesquisas sobre as dietas mais populares entre os moradores dos Estados Unidos continuam sendo feitas a todo vapor, de forma incessante. A todo instante aparecem novas conclusões a respeito da low-carb (dieta baseada em baixos índices de consumo de carboidratos) e low-fat (regime que prega menores níveis de ingestão de gorduras).

A mais recente análise sobre essas duas deu um nó na cabeça de muitas de nós: a NIH (National Institute of Health) estadunidense comprovou, após exames feitos, que dietas com baixo teor de carboidrato e rico em gordura tem maior tendência a fazer perder mais peso e ter menor risco de doenças cardiovasculares.


Os antigos consensos sobre a gordura

003 - calorias -- redução de carboidratos ou gordura para perda de peso 0

Durante boa parte do século XX a gordura foi sistematicamente estigmatizada como a principal causadora de problemas do coração e das artérias, principalmente por causa da versão trans, reconhecidamente maléfica à saúde.

Contudo, após uma campanha que exortava a redução dos índices de consumo de gorduras saturadas e eliminação da gordura trans, as dietas gordurosas entraram novamente na linha de frente das pesquisas, primeiro por causa do livro “Dieta da mente” do doutor David Perlmutter, depois graças às investigações clínicas do NIH.


Critérios e resultados da pesquisa sobre a gordura

Foram analisados 148 pacientes, homens e mulheres, sem histórico de doenças cardiovasculares e diabetes, durante um ano. O método usado foi o ensaio de grupo paralelo aleatório, ou seja, o grupo foi dividido e dois e foram analisados de forma comparativa de três em três meses, durante um ano.

(Um adendo: como sempre, a linguagem técnica foi simplificada para fins de entendimento.)

Completado o período de 365 dias, a metade dos pacientes que foi submetida à dieta com pouco carboidrato e rica em gordura, com exceção da gordura trans, perdeu em média 3,6 Kg, com perda de gordura corporal de 1,5% e índices de colesterol HDL (a versão boa) sensivelmente elevadas.

carregando…

Os índices de pressão arterial eram semelhantes nos dois grupos.


O que explica esses números?

Ainda segundo a pesquisa, o consumo de carboidratos refinados (farinhas brancas e derivados feitos com ela, açúcares) possuem tendência a elevar uma forma menor e mais “pesada” do colesterol LDL (a versão ruim), quase uma versão trans, que possui alto risco de obstrução de artérias.

Já o consumo de gorduras eleva, por mais estranho que pareça, os níveis de um colesterol ruim menos perigoso, composto de partes maiores e mais “macio” e maleável, além de aumentar a concentração de colesterol bom.


Considerações finais

Essa pesquisa foi a primeira a ser feita sobre esse assunto, o que significa que ela não é, nem de longe, a palavra definitiva sobre o embate gordura versus carboidrato. Ainda serão feitas outras aferições, usando metodologias diferentes e populações diversas.

O que continua valendo é a boa e velha recomendação: mantenha uma rotina de hábitos saudáveis, alimentação balanceada e atividades físicas regulares, mantendo-se sempre a par das novidades.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!