Horta caseira, alimentação saudável

Não há dieta que não recomende o consumo de verduras. Que tal montar uma horta com suas folhas e legumes preferidos? Fazer isso não é um bicho de sete cabeças.

02 de abril de 2015 • Por Mariana, em Alimentos, Dicas e Dietas


A alimentação saudável é a chave de toda dieta, e vegetais são quase sinônimo de bons alimentos. Uma boa opção para quem não  encontra tempo para frequentar feiras livres ou o setor de hortifruti de supermercados é ter uma horta caseira.

E engana-se quem pensa que manter uma horta é privilégio de quem mora em casas com quintais; é possível plantar alfaces, rúculas e ervas em vasos e floreiras distribuídos nos pequenos cantos dos minúsculos apartamentos.


As vantagens de manter uma horta

Antes de dizer como, vamos dizer porque ter uma horta caseira é um bom negócio.

  • Verduras, legumes e especiarias possuem nutrientes essenciais ao ser humano, e quanto mais colorida for a horta, maior a variedade de substâncias.
  • O valor calórico dos vegetais é baixo, o que permite o consumo de generosas quantidades nas principais refeições. Segundo os preceitos da dieta volumétrica, o aumento das porções de alimentos saudáveis provoca saciedade sem acréscimo de calorias.
  • Cuidar de uma horta é reconhecidamente terapêutico e ajuda a debelar as famosas crises de ansiedade que permeiam as dietas.

DSC04868


carregando…

Montando uma horta caseira

Montar uma horta caseira não requer dons ecológicos excepcionais; bastam cuidado e disciplina para que os vegetais forneçam momentos de reflexão e posteriormente uma alimentação saudável. Acompanhe.

  • Casas e apartamentos não possuem o espaço físico de outrora por isso ocupe espaços de forma inteligente. Prefira floreiras retangulares ou distribua vasos com cultivares individuais em uma pequena bancada ou outro local semelhante previamente preparada.
  • O preparo deste local é de suma importância. A incidência de raios solares, o sistema de rega e drenagem e a escoação da água são pontos fundamentais para o sucesso da horta.
  • As floreiras e vasos precisam dar vazão ao eventual excesso de água além de serem porosas. Recipientes de barro ou construções em alvenaria devidamente impermeabilizados são os ideais.
  • O substrato, ou seja, a mistura de terra vegetal e adubo, deve estar isento de quaisquer impurezas como bulbos de ervas daninhas, insetos e sujeiras diversas,
  • Se os vegetais se reproduzirem por sementes, plante-as em uma bandeja própria, encontrada em casas de jardinagem, até que as mudas brotem. Hortaliças vicejam melhor quando são devidamente transplantadas enquanto mudas para o substrato definitivo. Caso prefira comprar as mudas, obtenha-as em locais idôneos e com tradição no cultivo de verduras e legumes.
  • Não sucumba aos agrotóxicos para combater pragas e insetos. Existem diversas alternativas naturais de combate a vetores daninhos como predadores naturais de insetos nocivos à agricultura e misturas feitas em casa com ingredientes naturais e não poluentes.
  • Algumas hortaliças precisam de sol pleno para crescer; por outro lado, certas ervas preferem ficar à meia sombra. Tome muito cuidado ao montar as floreiras para que não se misturem plantas com necessidades solares distintas.

O incentivo à alimentação saudável provocado pela horta caseira produz um círculo virtuoso onde a pessoa irá buscar sempre as alternativas que produzam benefícios à saúde, o que provocará o emagrecimento e o bem estar de forma contínua.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!