Mantendo sua dieta

Quer saber como manter sua dieta livre das tentações do dia a dia? Não é tão difícil quanto parece.

15 de janeiro de 2015 • Por Mariana, em Dicas e Dietas


Começar uma dieta é muito fácil; basta um fim de semana de exageros e chegamos na famosa “segunda feira da boca fechada”, o que pode incluir até mesmo a matrícula em uma academia.

Passado o ímpeto inicial, a imensa maioria deixa o resto dos dias da semana sabotar suas louváveis, porém frágeis intenções. A disciplina que fará uma pessoa mantendo sua dieta não é algo que se adquira em uma prateleira de supermercado; serão necessários treino, perseverança e foco nos resultados.

A  ajuda de um nutricionista será essencial nessa jornada em busca do emagrecimento, mas algumas atitudes podem ser fortalecidas.

carregando…

  • Elimine toda e qualquer fonte de sabotagem de sua dieta. Verifique sua despensa e livre-se do açúcar, dos doces e dos refrigerantes para que a tentação não apareça ao abrir a geladeira. Se você tem amigos que insistem em quebrar sua dieta “apenas em um fim de semana”, afaste-se deles até que eles notem que seu novo cardápio está sendo levado a sério.
  • Divida as refeições em períodos menores de tempo. A recomendação padrão dos nutricionistas é aumentar de três para seis refeições por dia de três em três horas, com porções adequadas à quantidade de calorias diárias estabelecidas pelo nutricionista, mas se for preciso diminua o intervalo entre as refeições, dividindo em dois os lanches matutinos e vespertinos, por exemplo.
  • Não se desespere com a fome que porventura possa acometer seu estômago. No início da dieta é preciso saber diferenciar a fome da vontade de comer, e isso não é piada. A saciedade causada pelo alimento vem de forma lenta, por isso é preciso aprender a saborear as refeições com calma, pois a leptina, o hormônio da saciedade, demora a ser secretado pelo cérebro, que precisa entender a função da comida.
  • Para ajudar a sensação de saciedade, aposte em alimentos que forneçam carboidratos complexos, como alimentos integrais e em proteínas magras. Não à toa, muitos profissionais de saúde sugerem a adoção da chamada dieta volumétrica a quem não consegue se satisfazer com as novas porções em um primeiro momento.
  • As gorduras não podem ser eliminadas de nenhuma dieta, pois algumas vitaminas e minerais só conseguem ser metabolizadas na presença de lipídios, como a vitamina K Por isso, escolha consumir gorduras provenientes de fontes de proteína magras, em especial peixes, fontes das chamadas gorduras boas.
  • Quando bater a inevitável fome fora de hora, use os truques dos nutrólogos: mantenha sempre por perto legumes e frutas ricos em licopeno e betacaroteno, como maçãs e cenouras. E beba muita água, que além de hidratar e manter o equilíbrio eletrolítico perfeito durante a dieta, ajuda a enganar o estômago sem engordar uma mísera grama.
  • Use seus pares de tênis e retire da garagem a empoeirada bicicleta. Manter o corpo em movimento produz endorfina, o hormônio do prazer e da alegria. Quando envolvido pela ação da endorfina, o corpo não tem tempo de sentir fome fora de hora.
  • E não se penitencie: uma escapadela controlada do rigor dietético é permitido, pelo menos uma vez por mês. Basta não encarar essa fuga como prêmio para que seu metabolismo anseie por mais.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!