Monitorando seu progresso

A máquina que nosso corpo é precisa ser devidamente monitorada para mesurar o sucesso de uma dieta.

01 de maio de 2015 • Por Mariana, em Dicas e Dietas


Alguns textos comparam uma dieta a uma linha de produção fabril, muito por causa da sequência lógica que precisa ser seguida para que o binômio “reeducação alimentar-novo estilo de vida” produza no final da “esteira” a peça final acabada: seu corpo com peso ideal.

A visão mental da dieta visualizada assim dá a impressão de impessoalidade, como se fôssemos apenas engrenagens, mas em um ponto desta analogia há que se obedecer a frieza dos números com precisão quase que cirúrgica: quando a pessoa estiver monitorando seu progresso


Na ponta do lápis

Para saber se a reeducação alimentar está surtindo os efeitos desejados, é preciso que seu corpo seja aferido em uma balança.

Além de exigir precisão do instrumento de medição (resista à tentação de comprar “balanças de R$ 1,99”, preferindo usar as de farmácia ao invés de gastar seu precioso dinheiro em um instrumento mal aferido), é preciso que o intervalo entre as pesagens seja constante.

E constância não significa necessariamente “aferir o peso todo dia”. Usando um dos elementos da analogia da linha de produção, vamos definir os conceitos de amostra e amostragem.

  • Amostra é o estudo de um conjunto de elementos que interessam ao estudo estatístico, como as medidas de peso diárias após o início de uma dieta.
  • Amostragem é o estudo de partes da amostra para obter informações mais abrangentes sobre um determinado período, como por exemplo a anotação do peso na segunda e no domingo, para que se saiba quantos quilos foram perdidos durante os sete dias.


carregando…

Usando as estatísticas

Nos estudos estatísticos, a imprecisão da amostragem é equacionada através de cálculos que levam às famosas margens de erro e probabilidades baseadas em amostragens anteriores.

Quando a pessoa está monitorando seu progresso dietético, não necessita ficar bitolado colhendo amostras diárias na balança; basta saber o peso inicial e o final em um período curto de tempo – uma semana é o mais aconselhável.

Com base nos números obtidos, um nutricionista pode equalizar melhor a distribuição de calorias durante as refeições, determinar quais atividades físicas foram mais eficientes em proporcionar o gasto calórico e acompanhar o progresso (ou o regresso, pois os seres humanos são suscetíveis ao imponderável) da dieta.

A monitorização do progresso de sua dieta precisa ser feita de forma profissional e sem neuroses, sendo aliado e não o chicote invisível de um opressor dietético.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!