O efeito sanfona

Recuperar o peso após emagrecer é o pesadelo de todas nós. Isso é chamado de efeito sanfona. Saiba como evitá-lo.

21 de dezembro de 2016 • Por Mariana, em Dicas e Dietas, Motivação


O efeito sanfona é o principal temor de quem deseja emagrecer. Recuperar todo o peso perdido e ainda acrescentar mais pontos na balança é ao mesmo tempo comum e prejudicial a médio prazo.

Evitar o efeito sanfona requer um nível alto de disciplina e cuidado com a alimentação e com os hábitos do dia a dia que levam ao sedentarismo.

Mecanismo do efeito sanfona

O que pensamos ser um grave defeito é, na verdade, um sistema de precaução do metabolismo. O efeito sanfona é causado principalmente quando teimamos em fazer alguma dieta restritiva.

Ao eliminarmos algum nutriente essencial na alimentação, o nosso organismo entra em estado de alerta e começa a acumular gordura, porque o metabolismo “pensa” que estamos ficando desnutridos. Assim, quando o corpo começa a emagrecer graças à dieta restritiva, ativam-se mecanismos de defesa que transformam quaisquer alimentos em reservas, mas principalmente gorduras.

Como evitar o efeito sanfona

O primeiro passo é não fazer nenhuma dieta restritiva sem acompanhamento médico. As celebridades que as fazem possuem um batalhão de médicos, nutricionistas e treinadores orbitando ao redor delas. Nós, meros mortais, precisamos nos conscientizar de nossas limitações financeiras.

Uma dieta, em última análise, deve ser uma reeducação alimentar para o resto de nossas vidas. De nada adianta começarmos um regime qualquer, perdemos o peso que almejamos e depois voltar a fazer o que fazíamos antes. Mais do que perder peso excedente, uma dieta deve ser a maneira com a qual nos relacionamos com a comida. Ela deve ser fonte de prazer e de energia, e não ser endeusada ou demonizada.

Eliminar o sedentarismo é condição primordial para quem quer emagrecer. O equilíbrio entre consumo e gasto calórico deve ser perfeito para que não haja acúmulo desnecessário de energia. Consulte seu médico para saber quais atividades físicas são indicadas ao seu biotipo.

Não exclua nenhum nutriente das refeições sem acompanhamento médico. Dietas restritivas existem e só podem ser seguidas em ocasiões muito específicas, como por exemplo nos casos de obesidade mórbida e de intolerância e alergias. Os demais casos devem ser monitorados com muita atenção e cautela, e isso requer tempo e dinheiro.

Beba muita água. Evite alimentos muito salgados. Inclua verduras e legumes frescos nas refeições. Coma mais frutas. Mastigue bem os alimentos. Não fique com fome nas principais refeições, e NÃO PULE NENHUMA REFEIÇÃO. Aposte em alimentos ricos em fibras, que dão sensação de saciedade.

O efeito sanfona é um aviso. Ouça-o com atenção; converse com seu médico, procure um nutricionista, inclua atividades físicas em sua rotina diária e não seja refém de uma situação que pode ser evitada

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.91
Total de Votos: 11

O efeito sanfona

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

O que você pensa disso? Vamos construir um debate!