O que é gordura visceral?

Conheça os perigos causados pela gordura visceral, sabendo o que ela é e como se livrar dela de forma segura.

07 de agosto de 2014 • Por Mariana, em Assuntos Diversos, Comportamento, Dicas e Dietas


Acumular gordura é algo que o organismo faz com muita facilidade. Afinal, o metabolismo ainda pensa que o ser humano é nômade e precisa ter reservas de energia para suportar a árdua batalha do dia a dia.

Infelizmente, o mundo moderno nos deixou com uma tendência a ser sedentário, e o acúmulo de gordura tornou-se um problema crônico de saúde, principalmente quando ela se une a órgãos vitais, criando a temida gordura visceral.

materias_barrigachopp

O conceito e as propriedades

O nome entrega tudo. Gordura visceral é a que se acumula nas chamadas vísceras, embora o ser humano não goste de tratar seus órgãos internos com essa denominação.

Existe um limite aceitável de camada adiposa que pode envolver nossos órgãos internos à guisa de proteção, mas o excesso forma uma verdadeira “manta de toucinho” sobre eles.

As principais características da gordura visceral são:

  • Facilidade de armazenamento em órgãos nobres como rins e fígado.
  • A região abdominal adquire forma de maçã.
  • As células que formam esse tipo de gordura são mais resistentes à insulina.

Os malefícios da gordura abdominal

A gordura visceral aumenta a secreção do chamado “hormônio do estresse”, o cortisol, que serve como ímã para que outras células gordurosas juntem-se, numa espiral crescente perigosa que pode levar à síndrome metabólica.

Além disso, a ligação íntima entre gordura visceral e picos de insulina, quadros de colesterol e triglicérides altos e consequentes problemas cardiovasculares é notória e sempre colocada como perigosa por todos os médicos.

E não podemos esquecer da perigosa esteatose hepática, o excesso de camada gordurosa no fígado que causa o perigoso aumento das taxas de colesterol, uma das causas da arteriosclerose.

carregando…

Como eliminar a gordura visceral

Felizmente essa gordura é bem mais fácil de ser eliminada do que a gordura subcutânea (a que fica debaixo da pele), e bastam atitudes simples para que esse perigo seja debelado.

O primeiro passo é a mudança de hábitos alimentares que aumentem as taxas de gordura no organismo. Eliminar ou diminuir o consumo de frituras, açúcar e produtos industrializados com muito sódio é o primeiro passo.

Aumente o consumo de alimentos que ajudem a absorção e eliminação rápida da gordura. Consulte um nutricionista para que ele elabore um cardápio adequado.

Acabe com o sedentarismo. Caminhe, pedale, suba escadas, movimente-se, enfim. A gordura visceral é mais facilmente queimada se a usarmos como energia para os exercícios.

E lembre-se: mude seus hábitos sempre sob supervisão médica, para que o excesso de gordura seja eliminado sem que sua saúde seja prejudicada.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!