Os alimentos não permitidos na dieta da proteína

A Dieta da Proteína, conhecida também como Método Dukan ou Dieta Dukan, tem por objetivo proporcionar o emagrecimento por meio da restrição de consumo de carboidratos e aumento da ingestão de proteínas, como as carnes. Um dos principais benefícios da Dieta da Proteína é a ajuda que ela oferece a aqueles que querem ganhar massa muscular.

A seleção de alimentos para a Dieta da Proteína é fundamental para o sucesso da mesma. Os alimentos ricos em proteínas contribuem para a formação de músculos, aceleram o metabolismo e ajudam na queima de gorduras. Desta forma, a perda de peso é mais fácil. Além disso, as proteínas aumentam a sensação de saciedade, levando o indivíduo a comer menos.

Uma vez que o organismo leva mais tempo para digerir os alimentos que contêm proteína, a gordura corporal acaba sendo utilizada para a produção de energia, o que, consequentemente, facilita a perda de peso por meio da queima de calorias.

Num primeiro momento, a Dieta da Proteína pode atrair a atenção de muita gente. Entretanto, ela não é recomendada para indivíduos que praticam atividades físicas, pois o baixo (ou inexistente) consumo de carboidratos dificulta a renovação de energia, que é amplamente utilizada pelo corpo após a prática de exercícios físicos.
Outro ponto negativo da Dieta da Proteína que merece bastante atenção é que o alto consumo de proteínas é capaz de sobrecarregar os rins, especialmente se a dieta é seguida por um longo período. Neste caso, a pessoa corre grande risco de sofrer quadro de insuficiência renal.

A Dieta da Proteína é dividida em quatro fases. Na primeira fase a pessoa deve consumir apenas alimentos que são fonte de proteínas, como queijos, carnes magras, ovos, leite e iogurte desnatados. A primeira fase deve durar de 5 a 10 dias. Na segunda fase as verduras e legumes são introduzidas à dieta, e o indivíduo deve consumir proteínas somente em um dia, comendo verduras e legumes nos demais, com exceção de mandioca e batata.

A terceira fase da Dieta da Proteína é marcada pela introdução de frutas e algumas opções de massas integrais em pequenas porções. Cada um dos quilos eliminados na fase anterior deve somar 10 dias ao período do regime. Na quarta fase a alimentação normal deve ser adotada, e ao menos uma vez por semana o cardápio restritivo deve ser adotado.

Lista dos Alimentos Não Permitidos

Durante as fases da Dieta da Proteína que restringem o consumo aos alimentos que contêm proteínas, os seguintes alimentos devem ser evitados, ou seja, não são permitidos:

  • Açúcar,
  • abóbora,
  • adoçantes com lactose ou frutose,
  • molho de tomate,
  • petiscos diversos,
  • queijos,
  • frutas passas,
  • achocolatados,
  • salsicha,
  • sorvete,
  • soja,
  • sucos,
  • tâmaras,
  • tamarindo,
  • iogurte,
  • uvas,
  • trigo,
  • milho,
  • mandioca,
  • lentilha,
  • macarrão,
  • jaca,
  • grão-de-bico,
  • marmelo,
  • mel,
  • massas,
  • brócolis,
  • couve-flor,
  • feijão,
  • farinha,
  • ervilha,
  • coco,
  • cereais,
  • água de coco,
  • água tônica,
  • refrigerantes,
  • sucos caseiros ou industrializados,
  • cerveja,
  • vinho,
  • castanhas,
  • caqui,
  • caju,
  • biscoitos,
  • bolachas,
  • arroz,
  • amidos,
  • amendoim,
  • banana,
  • batata e
  • beterraba.

Confira a lista dos alimentos permitidos na dieta da proteína aqui.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 9

Os alimentos não permitidos na dieta da proteína

Comente