Os melhores cortes de carne para dieta

Quais cortes de carne são os mais adequados para manter uma dieta saudável?

Quem consegue aderir sem problemas à dieta vegana, seguindo todas as especificações do nutricionista, reporta perda de peso significativa e melhoras notáveis nas funções cardiovasculares e digestórias.

Contudo, há quem não alcance ou simplesmente não queira abandonar o consumo de carne, e isso precisa ser tão respeitado quanto quem decide aderir ao veganismo por necessidade ou convicções éticas. Posto isso, surge uma pergunta: quais os melhores cortes de carne para serem servidos em uma dieta saudável?

 

Propriedades nutricionais das carnes

Todos os tipos de carne (bovina, suína, de aves e de peixes e crustáceos) são fontes ricas em proteínas de alto desempenho nutricional, além de minerais essenciais ao metabolismo, como o zinco, o fósforo e o selênio e vitaminas do complexo B.

As carnes vermelhas, em especial, fornecem maior quantidade de ferro e vitamina B12, que combatem a anemia, um mal silencioso que tem poder de debilitar o organismo e deixá-lo vulnerável.

Contudo, as carnes possuem teores de gordura saturada que variam de corte e tipo. A gordura saturada é a responsável pelo temível colesterol LDL, que pode causar entupimento de artérias e problemas no coração.

O grande segredo é saber quais cortes de carnes escolher. Como nem todas nós somos tão íntimas assim dos macetes dos açougueiros, faremos uma lista de peças consideradas magras.

Os cortes e as partes com menos gordura

Carnes bovinas – coxão mole, coxão duro, patinho, maminha, lagarto, filé mignon, alcatra.

Carnes suínas – lombo e filé mignon

Frango e demais aves – o peito sem pele é a parte com menos teor de gordura saturada.

Peixes em geral, principalmente os marinhos.

Qual o teor real de gordura dos cortes de carne bovina?

Como há quem exagere no consumo de carne (conheço pessoas que praticamente almoçam e jantam churrasco), há muitos mitos e radicalismos quanto à real quantidade de gordura em cortes bovinos, mesmo os magros acima citados.

Uma extensa e confiável pesquisa feita pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) fez um comparativo entre os teores de gordura dos cortes bovinos mais populares e diversos tipos de fonte de proteína animal, a saber:

  • Aves;
  • Peixes e crustáceos;
  • Suínos;
  • Ovinos (ovelhas e cabras).

Usando cortes da raça Nelore como parâmetro, foram encontrados níveis de gordura semelhantes aos encontrados em carnes reconhecidamente saudáveis e magras, como o peito de frango e peru e peixes como a truta e o bagre. O corte aferido foi o contrafilé, que é considerado tecnicamente uma peça gorda, mas que pode ter sua gordura eliminada fazendo o corte e a limpeza correta. A carne foi preparada grelhada.

O preparo das carnes

Aqui não há mistério. Para que a carne seja sua fonte saudável de proteínas, vitaminas e sais minerais, o ideal é prepará-la grelhada ou assada, sem molhos regados a óleo.

O tempo de cozimento também interfere muito tanto na suculência quanto no fornecimento dos nutrientes. O ideal é consumir carnes bem passadas, principalmente os cortes suínos.

Cozidos como o goulash (que uso como exemplo por ser meu tipo de guisado preferido) podem ser feitos sem adição de gordura, substituindo óleos e gorduras por iogurte e molhos de tomate.

Consulte seu médico e procure receitas saudáveis na internet. Você se surpreenderá com a quantidade de modos de preparo saudáveis e deliciosos que podem ser feitos com carnes saudáveis

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.78
Total de Votos: 9

Os melhores cortes de carne para dieta

Comente