Retenção de líquidos

Uma das causas do peso extra é a retenção de líquidos. Como transformar a água em aliada da dieta, e não causadora da obesidade?

10 de julho de 2015 • Por Mariana, em Dicas e Dietas


Quando comecei a eliminar os quilos extras que habitavam meu organismo à minha revelia, descobri  um novo e inexplorado corpo debaixo de toda a adiposidade (jeito bonito de dizer “gordura”) que me ensinou o caminho para que eu tivesse sucesso em meu projeto de perda de peso.

Um bom exemplo foi a descoberta de um problema comum em pelo menos 80 por cento das mulheres: sofro com a retenção de líquidos.

 

Confesso que fiquei espantada ao saber que a água ajuda a engordar.e cogitei seriamente a possibilidade de viver em algum deserto, limitando o consumo dos copos de água.

Passado o impulso em ser uma beduína (os nômades que vivem nos desertos árabes), procurei saber o que poderia ser feito contra a retenção de líquidos e a mania que ela tem em deixar meu jeans apertado de um dia para outro.

O problema

Você já sentiu seus pés incharem dentro dos sapatos depois de um dia especialmente atarefado? Seus seios parecem ter recebido uma carga de silicone depois da menstruação? E aquela maldita barriguinha que insiste em pular da blusa mesmo horas após uma refeição?

delquidos_thumb

Se isso acontece com você mesmo depois da TPM ter passado, seu corpo retém líquidos com muita facilidade. É como se de uma hora para outra você passasse a usar dois manequins acima do seu, e isso definitivamente não é agradável.

As causas

Meu médico disse que as principais causas da retenção de líquidos são hormonais, principalmente os da tireoide. Contudo, muitos outros fatores podem fazer nosso corpo reter líquidos:

carregando…

  • Problemas nos rins;
  • Excesso de sal na alimentação;
  • Falta de atividades físicas;
  • Salto alto, literalmente. que faz com que a circulação fique comprometida;
  • Calor em excesso.

As soluções

Felizmente, evitar os problemas e eliminá-los é relativamente fácil e depende primordialmente de mudanças de hábito que às vezes, de tão arraigados, pensa-se que devem fazer parte da rotina.

Primeiramente, diminua o sal das refeições. E é mais fácil do que parece, basta seguir algumas dicas contidas no texto “Cuidados com o sal na dieta“.

Inclua atividades físicas em sua rotina, em especial os exercícios aeróbicos. Quanto mais o sangue circula, menos água fica parada no organismo.

Beba muita água, pelo menos dois litros por dia. Parece esquisito colocar em nosso corpo o que queremos eliminar, mas a água que bebemos faz com que a água retida saia mais facilmente por causa de um fenômeno chamado osmose, que faz com que uma célula com menor concentração de líquidos absorva o excesso de outra com muita água.

Se puder, submeta-se a algumas sessões de drenagem linfática, método comprovadamente eficaz para eliminação de toxinas e líquidos.

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!