Riscos do uso de laxantes para emagrecer

Há quem acredite que os laxantes, além de ajudar no trato intestinal, ajudam a emagrecer. Iremos provar que isso, além de não ser verdadeiro, não é saudável.

09 de agosto de 2014 • Por Mariana, em Comportamento, Medicamentos


Quem deseja emagrecer usa certas linhas de raciocínio que precisam ser confrontadas com a realidade o mais breve possível, sob pena de causar severos danos à saúde. Usando uma lógica distorcida, algumas pessoas pensam que para emagrecer basta eliminar o alimento ingerido o mais rápido possível para que ele não seja consumido pelo organismo.

Algumas destas pessoas chegam às raias do absurdo e pregam o uso de laxantes para emagrecer. Para mostrar o quão perigosa, e até idiota, é essa premissa, iremos nos ater aos fatos para provar os riscos do uso de laxantes para emagrecer.

Os efeitos de um laxante

A função de um laxante é fazer com que a pessoa elimine por meio das fezes os restos alimentares com uma regularidade aceitável. São usados por pessoas que sofrem constipação, ou prisão de ventre e existem vários tipos de laxantes encontrados nas farmácias, divididos em quatro tipos:

  • Fibras solúveis e insolúveis naturais ou sintéticas que ajudam o bolo fecal a ficar umedecido, ficando mais maleável e macio.
  • Substâncias que deixam as fezes com capacidade de reter água, amolecendo-as.
  • Óleos que lubrificam os dejetos fecais.
  • Os purgativos, que causam a eliminação das fezes causando a irritação da parede intestinal

O perigo de tentar emagrecer com laxantes

A ilusão de emagrecimento vem da sensação de leveza após a evacuação e a repentina diminuição da barriga. Contudo, o uso de laxantes por períodos maiores do que os reconhecidamente seguros causam danos severos à saúde.

  • Irritações constantes na parede do estômago que podem originar dores abdominais frequentes, alem de paralisia intestinal, inflamação no pâncreas e constipações agravadas pelo uso excessivo de laxantes.
  • Desidratação severa, que pode levar a óbito se não diagnosticada e tratada adequadamente.
  • O uso de laxantes de forma indiscriminada altera a concentração de minerais como sódio e potássio, essenciais para o sistema renal. Essa descompensação pode dar origem a cálculos renais, dificuldades na eliminação da urina e casos até mais graves como a atrofia dos rins.

Os laxantes não eliminam gorduras que causam a obesidade, pois esta não é a função deles. O uso indiscriminado de laxantes e purgativos causa danos ao organismo bem piores do que o excesso de peso.

carregando…

Se quiser que seu estômago seja seu amigo, alimente-se de forma correta, inclua mais fibras e beba muita água. Assim seu sistema digestivo funcionará sem artifícios e você aprende a emagrecer de forma saudável.

Só utilize laxantes com orientação médica e para o fim ao qual se destinam, que é regularizar o trato intestinal em caso de prisão de ventre. Não use laxantes para emagrecer!

Compartilhe

Conteúdo popular em sua região:

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

Deixe seu comentário!