Sete erros das dietas saudáveis

São pequenos mas importantes erros que cometemos vez ou outra no preparo ou manipulação dos alimentos.

Você mudou hábitos alimentares, incluiu atividades físicas em sua rotina diária e disciplinou-se a ponto de montar uma planilha alimentar e de exercícios. Pois saiba que, mesmo assim, você pode estar cometendo alguns erros na dieta que impedem a boa absorção de nutrientes essenciais ao metabolismo e à manutenção do seu peso ideal.

Não se preocupe; é errando que aprendemos, e nada é mais valioso do que aprender com nossos pequenos erros. Eis sete deles e suas respectivas dicas.

1-Tirar o óleo da salada.

Por anos, demonizaram tanto a gordura que muitos pensam em eliminá-la do cardápio. Esse engano é comum principalmente no preparo da salada.

Legumes e verduras que compõem a salada contêm vitaminas que só serão absorvidas na presença de gorduras; são as chamadas vitaminas lipossolúveis.

As vitaminas A, E, K e muitos antioxidantes só são absorvidos pelo organismo quando diluídos em gordura. Não retire o azeite, apenas diminua a porção ou substitua o óleo por alimentos ricos em gorduras boas, como abacate ou sementes oleaginosas.

2-Tomar suplementos de vitaminas com café e chá

Tome as cápsulas de vitaminas com água, e apenas com esse líquido. A cafeína presente no café e no chá dificultam a absorção d e diversos minerais e vitaminas. É como se você estivesse literalmente jogando dinheiro e nutrientes fora.

Isso não significa abandonar essas bebidas; basta tomá-las no momento certo, que é longe dos suplementos vitamínicos.

3-Comer sementes de linhaça inteiras

O hábito de incluir linhaça em iogurtes e saladas proliferou-se graças às suas propriedades benéficas ao organismo: ela é rica em fibras, em ômega-3, uma das gorduras boas e antioxidantes.

O problema é consumi-las inteiras. Quando a linhaça chega ao intestino intacta, não são digeridas propriamente. O ideal é triturar as sementes ou fazer com que elas se tornem um pó para que todos os nutrientes sejam devidamente aproveitados pelo organismo. Procure fazer isso na hora.

4-Beber isotônicos depois dos exercícios.

Só faça isso se você correr uma maratona ou participar de uma prova de triatlo. Ao consumir bebidas energéticas, você está sobrecarregando o organismo de açúcares e sais minerais.

Isso é perfeito para quem praticou exercícios de alto rendimento, mas pode sobrecarregar rins e pâncreas de quem correu uns quarteirões ou pedalou por uma hora. Hidrate-se com água. É o suficiente.

5-Achar que salada é sinônimo de verduras e legumes

Aqui o problema é a falta de volume de uma salada tipica. Comer alface, tomate e outras folhas é bom, mas insuficiente em termos nutricionais.

Muitos dos mais populares ingredientes da salada são compostos por 90% de água, e uma dieta que inclua verduras e legumes precisa muito mais do que isso.

Inclua verduras cozidas e legumes na dieta, para que a recomendação de 5 porções de 80 gramas cada de vegetais e frutas por dia seja cumprida.

6-Confundir iogurtes com alimentos probióticos

Um iogurte industrializado é pasteurizado e esterilizado, por isso todos os micro-organismos que compõem um suposto alimento probiótico, que regula e mantém a flora intestinal, são eliminados.

Um produto com as características acima mencionadas torna-se apenas uma bebida láctea com cálcio, proteínas e vitaminas. Iogurtes e leites fermentados legítimos possuem elementos probióticos. Leia os rótulos com atenção.

7-Não agitar os substitutos do leite

Veganos e intolerantes e lactose trocam o leite de vaca por leite de amêndoa, soja ou arroz. Eles são enriquecidos com cálcio e vitamina D, já que nãos os possuem naturalmente.

Mas os nutrientes adicionados a essas bebidas não conseguem se dissolver por completo e costumam decantar no fundo das embalagens. Se você não agitar corretamente os leites acima citados, perderá os nutrientes e não os absorverá completamente.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.57
Total de Votos: 7

Sete erros das dietas saudáveis

Comente