Treinar só aos fins de semana emagrece?

O que é mais eficiente: treinar todos os dias moderadamente ou só aos sábados e domingos, de forma intensa?

29 de maio de 2017 • Por Mariana, em Fitness


Praticar atividades físicas é unanimidade entre profissionais de saúde. A luta contra o sedentarismo é consenso entre médicos de quaisquer especialidades e sua prática tanto para emagrecer quanto fonte de bem estar geral é fomentada mundialmente.

O grande ponto de discórdia, contudo, é a frequência do treino. Quem consegue se exercitar diariamente usa esse vigor como razão primordial dos benefícios causados pela realização dessas atividades, seja correr, pedalar ou outra atividade aeróbica.

Alguns estudos recentemente publicados vieram ser a gasolina que contribui para a manutenção da chama do debate entre quem malha diariamente e quem apenas se exercita nos fins de semana.

Sete dias ou apenas dois?

Os riscos de doenças cardíacas e vasculares e câncer se reduzem quando a pessoa pratica atividade física, e isso é ponto pacífico. Durante décadas o padrão almejado era manter uma rotina semanal de pelo menos 150 minutos de exercícios, divididos em cinco sessões de 30 minutos. Quem ainda conseguia adicionar o fim de semana à essa equação estaria incrementando os benefícios.

Do outro lado desse ringue, estão os chamados atletas de fim de semana, que praticam atividades físicas mais vigorosas durante o sábado e domingo como forma de compensar a falta de treinos diários durante a semana. Por muito tempo achou-se que esse comportamento era ineficaz, até que pesquisadores britânicos entraram em cena.

O real valor dos exercícios

Médicos da Universidade de Loughborough (Leicestershire, Inglaterra), publicaram na prestigiosa revista JAMA Internal Medicine um estudo capitaneado por 18 anos, de 1994 a 2012, sobre hábitos de atividades físicas de 63.591 pessoas.

Elas foram divididas por frequência de exercícios feitas: No primeiro grupo, quem se programava para dividir os 150 minutos de treino moderado em 5 dias; no segundo grupo, quem concentrava os esforços físicos em exercícios vigorosos aos sábados e domingos.

O percentual de redução de mortalidade (comparado com pessoas sedentárias) do primeiro grupo era de 30%; já no segundo grupo, usando o mesmo parâmetro de comparação o percentual era de 29%. Um ponto percentual de diferença, ou seja, nada em termos práticos.

Mas e quando comparamos os sedentários aos atletas de fim de semana?

Quem treina apenas aos sábados e domingos ainda leva vantagem sobre os que não praticam atividades físicas regulares. Já se sabia que a manutenção da boa forma física era paticamente idêntica entre quem treinava diariamente e quem o fazia aos fins de semana.

Hoje, esses números trazidos por essas novas pesquisas irá contribuir ainda mais para o velho debate sobre a regularidade ideal de exercícios feita.

Considerações finais

O que ficou bem claro é a importância da eliminação do sedentarismo da rotina. Escolher atividades diárias moderadas ou treinos mais puxados durante os fins de semana dependerá apenas do perfil de cada pessoa.

Qualquer que seja o caso, consulte sempre um médico antes de praticas quaisquer atividades físicas. Conheça seus limites e obedeça seu ritmo.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.67
Total de Votos: 9

Treinar só aos fins de semana emagrece?

Compartilhe

 

Este site site não é farmácia ou consultório médico. Não brinque com sua saúde. Não se automedique. Consulte seu médico, e não confie no que ler na Internet, nem mesmo neste site.

O que você pensa disso? Vamos construir um debate!